Afastamento por doença Psiquiátrica pega mal?

Os transtornos mentais são a terceira maior causa de afastamento do trabalho no Brasil, tudo isto que acontece de acordo com todos os levantamentos que são realizados através da Previdência Social todos os anos.

Estes tipos de doenças acabam apenas perdendo para as de sistema osteomuscular no caso da LER (Lesão por Esforço Repetitivo), e as lesões traumáticas que são consideradas como mais comuns.

Onde é ocasionada a situação de doenças psiquiátricas?

Na maioria das vezes as patologias psiquiátricas acabam se desenvolvendo a partir do que chamamos de estresse ocupacional. E ainda ele é gerado por vários tipos de fatores, por isso ter de cumprir metas abusivas por exemplo, onde existe muita cobrança de competitividade nos ambientes corporativos e ainda a pressão que se forma e leva as alterações de saúde podem ser um tanto graves.doença Psiquiátrica

Um dos males mais comuns é a depressão, esta que acontece em determinados anos e responde por pelo menos mais de 50% dos afastamentos vindos por transtorno mental.

A doença acontece de forma mais comum entre as mulheres, e em uma proporção de três para cada homem, a sua incidência acaba predominando em todas as ocupações onde existem mais profissionais do sexo feminino. Acontece bastante entre as professoras.

O segundo lugar no ranking de afastamento por doenças psiquiátricas é a ansiedade que poderá ficar associada aos transtornos de estresse de ordem pós traumática e surgem depois de acidentes graves com riscos de morte.

O esgotamento

Um dos grandes distúrbios que acontecem no mercado de trabalho atualmente é o chamado Burnout, o que é considerada como uma síndrome de esgotamento profissional.

Este problema acomete principalmente pessoas que são perfeccionistas e que acabam fazendo dos trabalhos um tipo de missão de vida e quando acabam não vendo reconhecimento ou resultados não conseguem ser mais produtivos.

Todas estas situações são doenças causadas por estresse no trabalho, e por isso de forma alguma é algo que pega mal, caso o profissional se sinta injustiçado com relação a seu problema de saúde poderá até mesmo acionar a empresa judicialmente para que possa resolver a situação.







Sem Comentários.

Deixe um Comentário