Assédio Moral – O que é? Como se defender

O assédio moral tornou-se um assunto bastante comum e isso ocorre especialmente nos locais profissionais. Recorrente e estando em variadas companhias, deve-se compreender o que é o assédio moral e também como se defender

 

Entendendo o assédio moral

Muitos indivíduos não apreciam as atitudes de outros e isso é rotineiro em um trabalho, por exemplo. No entanto, quando essa incompatibilidade pode ser um assédio moral?  Na realidade, é imprescindível que exista grande intensidade nessas incompatibilidades para que seja estabelecido um assédio.

assedio-moral-o-que-e

O mais habitual é que o assédio moral seja realizado pelos chefes, embora existam colaboradores com a mesma função que se assediam. Algumas ações que podem ser assédio moral são: alguma meta que seja irreal, xingar; criar boatos e constranger. Além disso, todos os sexos podem passar pelo assédio moral.

 

O que ocorre com aquele que realiza assédio moral?

Quando um colega ou então um chefe realiza o assédio moral, pode existir processo e também uma indenização. Importante salientar que, se o assédio moral trouxer alguma perda familiar, doenças ou então perdas financeiras, é natural que essa indenização suba.

 

Como proteger-se do assédio moral?

É essencial que os indivíduos saibam o quer precisam fazer quando notam que estão passando pelo assédio moral. Um das ações é falar com os amigos. Quando um colaborador está no contexto do assédio moral, é fundamental que ele desabafe e que possua testemunhas.

Buscar o sindicato também é uma recomendação para resolver o assédio moral. No entanto, existem outros órgãos que o assediado pode buscar: a Justiça do Trabalho, por exemplo, e o Ministério Público.

O assediado deve criar documentos com os assédios morais que vive. Esses documentos não necessitam ser complexos: um caderno serve. O assediado precisa incluir qual é o dia e qual foi o assédio, sendo indicado colocar detalhes. É importante que essas anotações ligadas ao assédio moral também tenham a hora e onde foi. Buscando a Justiça do Trabalho, essas anotações são consideradas e o auxiliam o assediado na comprovação.







Sem Comentários.

Deixe um Comentário