Caixa FGTS 2017 – Consultar

Existe uma sigla que faz parte da vida dos brasileiros: o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Ele ajuda, principalmente, aquele funcionário que não está trabalhando e que perdeu o seu emprego por razões alheias a ele. Muitas pessoas comentam que usaram o FGTS para comprar um imóvel, por exemplo, e essa é apenas uma das várias utilidades desse benefício.

 

FGTS bem explicado

O FGTS guarda um ponto em comum com outros benefícios. O funcionário não precisa ter atitude financeira alguma para garantir o seu FGTS, já que quem toma conta disso é o chefe. Todas as empresas são obrigadas por lei a pagar o FGTS aos trabalhadores. Isso acontece da seguinte maneira: quando alguém é contratado, a empresa procura a Caixa Econômica Federal e abre uma conta, que receberá os depósitos do FGTS.

Caixa FGTS 2016 - Consultar

Outra semelhança é que apenas instituições estabelecidas previamente podem pagar o valor aos funcionários. No caso do FGTS, é exclusivamente a Caixa quem responde pelo pagamento e por tirar as dúvidas dos cidadãos. Isso facilita muito, porque o trabalhador passa a ter um lugar preparado para auxiliá-lo em casos de dificuldades e problemas o FGTS.

 

Como fazer a consulta do FGTS 2017?

Da mesma forma que o PIS, o FGTS só pode ser consultado através da Caixa. No entanto, o processo para ter acesso ao valor é um pouco diferente. No link https://servicossociais.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01&produto=FGTS, o cidadão deve completar os espaços com a senha, que ele já deve ter, e a numeração do PIS/PASEP.

As pessoas que não tiverem senha ou que tiverem problemas para acessar o portal devem procurar sua agência da Caixa e pedir ajuda. Também é possível tentar fazer a consulta pessoalmente. Em todo o caso, precisa-se entrar em contato com o banco para resolver a questão.

A consulta ao FGTS é uma forma de o cidadão conferir se está tudo certo. Assim, é preciso ficar atento ao empregador: a conta foi aberta? O repasse está sendo feito como deve ser? Caso exista algum problema, o cidadão tem direito de questionar.







Sem Comentários.

Deixe um Comentário