Concurso Prefeitura de Campina Grande PB 2017 UPA – Edital, Inscrições

Foi anunciado pela Prefeitura de Campina Grande um edital por meio do qual 160 colaboradores novos e temporários serão contratados. O local de trabalho dos profissionais paraibanos que forem aprovados será a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dinamérica e as pessoas de todas as escolaridades podem participar.

As vagas para essa UPA da Paraíba vão abranger os candidatos com variadas formas de deficiências, destacando-se que as admissões serão para maqueiro, manutenção, técnico em Radiologia, enfermeiro, recepcionista, assistente Social em Saúde, faturista e muito mais.

Serão três as cargas horárias: os candidatos podem trabalhar 30 horas semanais, 25 horas ou a carga de 40 horas. Será pedido aos enfermeiros o cadastro no conselho regional e todos os certificados que os aprovados mostrarem precisarão ter o registro do Ministério da Educação.

Processo seletivo para a UPA Dinamérica não terá provas

Apesar de os processos seletivos estarem associados a provas, inclusive dissertativas, isso não vai ser feito pela Prefeitura de Campina Grande. O órgão vai avaliar o currículo dos seus inscritos e, depois, esses profissionais poderão ser entrevistados. Apesar de não existir uma classificação por meio dos títulos, os inscritos que os apresentarem podem ter preferência.

Esse processo seletivo inclui remuneração de R$ 1.530,00 até os R$ 930,00. Determinadas deficiências visuais não serão aceitas e sugere-se que os candidatos consultem quais são os tipos de necessidades que estão incluídas nas cotas e quais não estão. Os contratados para a UPA Dinamérica trabalharão por dois anos.

Inscrições

Mais uma particularidade é que esse processo seletivo não disponibilizará site para que se façam as inscrições: elas serão unicamente no Museu Vivo da Ciência, que fica na Rua Santa Clara, sem número.         Os horários serão apenas das 14h às 18h e os indivíduos precisarão realizar suas inscrições entre 1 e 4 de agosto.

Entrevistas

Não existir prova nesse processo seletivo não livra os interessados de necessitar estudar: nas entrevistas, os inscritos serão questionados a respeito de pontos da profissão que assinalaram, inclusive sobre o Sistema Único de Saúde (SUS).