Concurso Prefeitura de Sumé PB 2017 – Edital, Inscrições

A Prefeitura de Sumé tem um edital para que 80 servidores sejam admitidos em qualidade de efetivos. Com escolaridades como ensino superior e ensino fundamental, o certame desse município de Pernambuco tem cotas para deficiente e é a Comissão Permanente de Concursos (CPCON) quem o realiza.

Para o ensino médio, esse edital de 2017 tem cuidador educacional, assistente de administração, orientador e também educador social. Nas vagas apresentadas para o ensino fundamental, a Prefeitura de Sumé tem motorista para categoria D, cozinheiro e também operador de máquinas pesadas.

As vagas que o concurso tem para ensino superior são psicólogo infantil, médico psiquiatra, fisioterapeuta, cirurgião-dentista, docente para ensino fundamental II, psicólogo, médico PSF, enfermeiro, assistente social e ainda docente para PEB I e outros.

No caso dos cargos para o ensino técnico, as colocações incluem técnico em Saúde Bucal, técnico em Radiologia, técnico em Enfermagem e também técnico em análises clínicas laboratoriais.

Os vencimentos para os admitidos pela Prefeitura de Sumé ficam entre R$ 6.300,00 e os R$ 900,00, além de a municipalidade ter assistência médica e mais benefícios. O concurso apresenta validade de dois anos, lembrando que a banca organizadora e a Prefeitura poderão prolonga-lo por essa quantidade de anos caso ainda existam cargos.

As seleções para essa prefeitura de Pernambuco incluirão prova objetiva, na qual o aproveitamento requisitado é de 50%, e também prova de título destinada aos candidatos às colocações de ensino superior. A prova objetiva para Sumé ocorrerá em 22 de outubro, mas a apresentação dos títulos tem prazo diferente e está no edital.

A Comissão Permanente de Concursos tem outros concursos em seu banco de dados, importando que os inscritas para o da municipalidade de Sumé vejam-nos. A carga horária padrão para as vagas dessa Prefeitura é de 40 horas semanais.

Inscrição

São no cpcon.uepb.edu.br/ até 17 de setembro. O edital da CPCON vai mostrar as taxas de inscrição e ainda o que se exige para que a isenção seja usada. Normalmente, o vital é que se tenha benefício governamental, inclusive presente no CadÚnico