Curso Condutor de Táxi – Taxista Senai

As pessoas que dirigem algum táxi precisam, certamente, saber sobre condução de veículos e sobre GPS para localizar os destinos. Contudo, será que esses são os únicos conhecimentos que um bom condutor desse transporte individual precisa ter?

Os táxis, ainda que exista o Uber, continuam sendo muito chamados. A razão é que muitos cidadãos ainda preferem o profissionalismo que esses motoristas têm à inexperiência que alguns envolvidos com o Uber podem apresentar. Por isso, é necessário que os taxistas tenham ainda mais diferenciais para continuar com a sua demanda.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de variados Estados apresenta o curso de Condutor de Táxi, que conjuga para os motoristas as temáticas mais práticas, como o dia a dia no trânsito, e as orientações teóricas.

As pessoas que participam desse curso precisam ser alfabetizadas e existem como conteúdos as muitas sinalizações que há no trânsito e também como embarcar os seus passageiros. No caso de o táxi acidentar-se, esses taxistas são ensinados a tratar da vítima e são apresentados a eles alguns princípios referentes à direção defensiva.

O chamado comportamento solidário e ainda as consequências do álcool são outros assuntos que o SENAI tem nessa formação. Os órgãos regulamentadores dos taxistas e do trânsito em geral são explicados e os condutores aprendem como eles podem ser contatados e quais são as infrações e as suas consequências.

Solicita-se que as pessoas que se inscrevem no curso de Taxista tenham a CNH e que ela os habilite a conduzir veículos de pessoas e, principalmente, passageiros. A idade para a formação em taxista é mínima de 18 anos.

Mercado de trabalho

Existem taxistas que são autônomos: eles adquirem um táxi, registram-se com o Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) e começam o trabalho. Porém, há muitas companhias de táxi que registram em carteira esses condutores.

Inscrição

As filiais nas quais os cidadãos podem inscrever-se estão em http://www.portaldaindustria.com.br/senai/. Basta que os candidatos a essa formação busquem os Estados e que vão pessoalmente às secretarias, sempre conferindo antes se existem os cadastros virtuais.