Curso Controle de Alergênicos Senai

Muitos alimentos ocasionam alergias e isso ocorre porque eles têm os chamados alergênicos. Quando uma comida tem esse alergênico, significa que ela tem um produto em sua composição que faz com que muitas pessoas tenham processos alérgicos diversos, indo desse choque até as simples urticárias.

Por causa do mal estar que essas substâncias causam e pelo fato de as reações alérgicas serem muito recorrentes, existem medidas para que as indústrias usem de forma moderada essas substâncias, além de ser preciso que os consumidores tenham mais dados sobre isso.

Para falar de todas as diferentes medidas legais, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) disponibiliza um curso que tem apenas 7 horas e que se chama Controle de Alergênicos. Ele está na programação de muitas unidades, incluindo a da Barra Funda, e tem conteúdos como PD&L, rotulagem de alergênicos, cenário atual, produção de alimentos e também impactos para o consumidor.

O público que procura esse curso do SENAI é de nutricionistas, de agricultores, de médicos e outros profissionais que trabalham com a Saúde. Considerando que alguns podem deixar de comprar as coisas que têm alto nível de alergênico, os empresários também se inscrevem para essas discussões.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial dá aos que vão a esse curso um certificado que poderá ser inserido nas horas complementares dos universitários e ainda no currículo dos que já são formados. Afinal, esse tipo de curso vai contar como uma atualização profissional, lembrando que ele é pago e que as unidades não darão bolsas de estudo para ele porque é bastante curto.

Inscrição

Primeiramente, os que querem estudar alergênicos precisam saber em quais filiais essa formação curta pode ser realizada. Com o site http://www.portaldaindustria.com.br/senai/, esses indivíduos buscam todas as unidades do SENAI, podendo escolhê-las considerando a localidade.

É possível que algumas das filiais estejam com essa turma com status indisponível, ou seja, não aceite inscrições. Uma opção é perguntar se a secretaria daquela unidade faz o aviso por telefone quando as inscrições voltam a ser aceitas.