Curso Operador de Caldeira – Senai

Muitas indústrias utilizam material quente, inclusive as que fundem metais. É para esse aquecimento que existe a caldeira: é nela que os materiais líquidos, inclusive a água, podem ser aquecidos e transformados no que aquela produção precisará.

Porém, como a caldeira utiliza temperaturas absurdamente altas, é primordial que cada indústria tenha operadores que possam observar o grau certo para cada material e também cuidar da manutenção. Afinal, se uma caldeira esquenta em uma proporção muito grave podem existir incêndios ou então derramamentos, o que pode machucar gravemente os colaboradores.

O curso de Operador de Caldeira é um dos que as pessoas escolhem no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Assim como todas as formações que as unidades disponibilizam, essa também tem a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para fornecer referências.

Os conteúdos que os trabalhadores de caldeiraria vão aprender são Riscos de Explosão, Tratamento de Água, Operação de Caldeiras, Falhas na Operação, Parada e Partida, Controle de Caldeira, Pressão, Riscos Gerais, Situações de Emergência, Partes das Caldeiras e muito mais.

Geralmente, as franquias do SENAI colocam ementas de 40 horas devido a esse ser um curso que as empresas aproveitam para capacitação de cooperadores. Além disso, os profissionais que já são operadores podem buscar sozinhos esse curso como um meio para o seu currículo ficar melhor.

Mercado de trabalho

Qualquer indústria que realize fundição pode contratar esses operadores de caldeiras. Normalmente, as companhias têm uma área em que elas fazem peças, inclusive parafusos, móveis e outros. A média de salário que se pode observar para os operadores de caldeira é de até R$ 3.000,00.

Inscrições

É preciso ter mais de 18 anos para ser aluno e as unidades do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial aguardam que 20 inscritos sejam acumulados para cada turma. No link http://www.portaldaindustria.com.br/senai/ ficam as franquias, descobrindo-se aquelas que ofertam o curso de Operador de Caldeira.

A escolaridade que as unidades requererem para os inscritos é o ensino fundamental. No caso de algum deles desejar gratuidade, isso precisa ser questionado já na unidade.