Demissão por justa causa fica na carteira?

O contrário do que a maior parte das pessoas pensam, o processo de demissão por justa causa não é algo registrado em carteira de trabalho, e é o que afirma os especialistas em direito trabalhista.

Caso isto aconteça é possível o profissional denunciar a empresa e solicitar na justiça do trabalho uma indenização de danos morais. A única anotação que fica na carteira de trabalho seria algo como a data de saída como em qualquer outro tipo de modalidade de desligamento como um pedido de demissão por exemplo.

Demissão por justa causa

Por que ocorre a demissão por justa causa?

A demissão por justa causa acontece normalmente por uma má conduta dos profissionais, e de acordo com o artigo de número 482 da CLT – Consolidação das Leis de Trabalho, entre todas as possíveis motivações para este tipo de demissão está a ofensa física ou ainda verbal ao superior ou colegas. A maioria dos colaboradores acredita que apenas roubo, indisciplina ou ainda abandono de 15 dias seguidos poderá gerar justa causa, mas os motivos vão muito além disto.

Os trabalhadores poderão ser demitidos por justa causa se violarem segredos da empresa ou ainda vender o segredo para a concorrência. Com isto este tipo de comportamento é considerado como um ato gravíssimo.

Apesar disto é importante ressaltar que antes do empregador realizar a demissão por justa causa é importante ter a sua comprovação específica e sempre com uma orientação de profissionais da área para não se ter problemas no futuro. É fundamental que se tenha a obediência correta aos princípios existentes de toda a imediatidade em aplicações de pena, e isto poderá acontecer principalmente sob a pena de haver o risco de reversão deste tipo de sanção em eventuais reclamações trabalhistas por toda a sua demora nas formalizações existentes por demissão em justa causa.

Existem ainda casos onde o profissional poderá inclusive colocar a empresa na justiça como no caso de insubordinação ou ainda repressão na frente de colegas de trabalho, mesmo trabalhando é possível acionar a empresa judicialmente, e nada disto irá prejudicar a carteira de trabalho do profissional.







Sem Comentários.

Deixe um Comentário