FGTS 2017 – Calendário? Como sacar?

São muitos os brasileiros que planejam colocar o seu FGTS em variados projetos. De fato, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço de 2017 é uma quantia expressiva e muitos já conseguem os saques. Para isso, existe um calendário especial que a Caixa Econômica Federal liberou e que é importante para os que querem compreender como sacar.

 

Que são os que podem sacar?

Antes de tratar do saque em si, é preciso lembrar que existiu mudança com relação ao FGTS e, assim, os que conseguem o saque são aqueles que estão encaixados na norma antiga. Assim, os indivíduos que ficaram 36 meses sem algum registro na CLT podem fazer os saques.

É preciso que esses indivíduos tenham, antes desses 36 meses, ter tido a carteira assinada. Contudo, existe uma data de base para os afastamentos serem aptos para o FGTS: julho do ano de 1990 e, especificamente, dia 14.  Aqueles que, por essa norma, podem sacar são 1 milhão.

 

Como se pode realizar esse saque?

Para que se faça o saque do FGTS, é necessário que se tenha o Cartão Cidadão e, para os que estão sem ele, é possível usar o RG. O saque é possível na Caixa Econômica Federal e, normalmente, em qualquer filial. Indica-se que os que desejam o saque do FGTS atentem para o mês de fevereiro, que é quando a Caixa liberará um calendário específico para esse benefício.

 

Será que o FGTS está autorizado?

Mesmo existindo muitos indivíduos que conseguem o FGTS, há aqueles que entendem que estão na norma antiga, mas que acabam sem conseguir esse benefício. Sendo assim, recomenda-se que os indivíduos sempre busquem, para a consulta, a Caixa Econômica Federal. Há também uma plataforma para entender se o FGTS está autorizado: http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/contas-inativas/Paginas/default.aspx. Para o acesso, o PIS pode ser necessário.

 

Dificuldades

Se o indivíduo está na norma antiga e, mesmo assim, seu FGTS não está autorizado, é possível, com os documentos, buscar a Caixa para que ela reavalie e, talvez, faça a liberação.