NotíciasProgramas sociais

Antecipação do Bolsa Família JANEIRO: data do primeiro pagamento

Recentemente, o Ministério do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome (MDS), pasta responsável por administrar o Bolsa Família, revelou o calendário de pagamentos do programa que compete ao mês de janeiro.

Assim como aconteceu no ano passado, os depósitos vão ser efetuados nos últimos 10 dias úteis do mês, com a ordem dos repasses seguindo de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário. A seguir, veja quando será feito o primeiro pagamento de 2024:

  • Segurados com NIS final 1: depósito no dia 18 de janeiro;
  • Segurados com NIS final 2: depósito no dia 19 de janeiro;
  • Segurados com NIS final 3: depósito no dia 22 de janeiro;
  • Segurados com NIS final 4: depósito no dia 23 de janeiro;
  • Segurados com NIS final 5: depósito no dia 24 de janeiro;
  • Segurados com NIS final 6: depósito no dia 25 de janeiro;
  • Segurados com NIS final 7: depósito no dia 26 de janeiro;
  • Segurados com NIS final 8: depósito no dia 29 de janeiro;
  • Segurados com NIS final 9: depósito no dia 30 de janeiro;
  • Segurados com NIS final 0: depósito no dia 31 de janeiro.

Quem vai receber o Bolsa Família em 2024?

Todas as famílias que estiverem com o registro ativo e atualizado no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) serão contempladas neste ano. Além disso, é de suma importância que os beneficiários estejam cumprindo com as condicionalidades relacionadas à educação e a à saúde do Bolsa Família. Relembre quais são elas:

  • 1. Realização do pré-natal (para famílias com gestantes em sua composição);
  • 2. Acompanhamento nutricional (tamanho e peso) de crianças de até sete anos incompletos;
  • 3. Acompanhamento do calendário nacional de vacinação, isto é, ter tomado todos os imunizantes;
  • 4. Garantir a presença escolar mínima de 75% dos jovens e crianças da família que ainda não terminaram o ensino básico.

Benefícios adicionais são confirmados pelo MDS

Além da parcela fixa de R$ 600, destinada para todas as famílias do programa, o Bolsa Família também contempla seus beneficiários com montantes extras, no intuito de suprir com eficiência as necessidades básicas dos mais necessitados. Porém, essas quantias são liberadas de acordo com a composição familiar. Veja:

  • 1. Benefício Primeira Infância (BPI): acréscimo de R$ 150 para até duas crianças de zero a seis anos de idade;
  • 2. Benefício Variável Familiar (BVF): adicional de R$ 50 para cada gestante ou criança e adolescente com idade entre sete e 18 anos incompletos;
  • 3. Benefício Variável Nutriz (BVN): extra de R$ 50 para mulheres que tenham bebês de zero a seis meses de vida.

Qualquer dúvida referente ao Bolsa Família pode ser sanada por meio dos canais de atendimento do MDS, de maneira totalmente online — você pode conferir os canais de apoio clicando neste link.

Bruno Gama

Jornalista do Vagas Abertas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo