C&A abre 5 mil vagas temporárias urgente para o fim de ano 2019

A rede de lojas C&A está fazendo contratações temporárias em decorrência do alto número de clientes no final do ano. As vagas são mais expressivas no setor de vendas e de captação de clientes, com o oferecimento de cartões específicos da loja. Além de boa remuneração, os temporários dessa loja tradicional no Brasil podem ser efetivados, de acordo com a necessidade de pessoal da unidade.

O objetivo oficial da empresa, todavia, é que os seus funcionários temporários fiquem na função por um período entre duas semanas e um mês. Para concorrer às vagas, as pessoas precisam ter ensino médio completo (com certificado reconhecido pelo Ministério da Educação) e 18 anos completos.

A C&A não coloca a experiência profissional como um requisito em boa parte das vagas, apesar de isso poder ser usado como um diferencial para escolha. Para as pessoas que desejam se candidatar à operador de caixa, é necessário dinamismo e rapidez. Já para os concorrentes às vagas de vendedor, é essencial que o candidato a temporário saiba como incentivar o cliente a comprar, atendendo-o com bastante presteza e com simpatia.

Suas 5 mil vagas temporárias serão distribuídas entre as 280 unidades; na média, então, cada uma das suas lojas poderá contratar 18 pessoas, aproximadamente. No entanto, é claro que algumas das lojas da C&A terão mais demanda de temporários que as outras.

Como ser funcionário temporário na C&A em 2019

Para fazer parte de uma das lojas da rede desse fim de ano, as pessoas precisam acessar o site de algumas agências de emprego conhecidas; ou atráves do site oficial da empresa: https://www.cea.com.br/trabalhe-conosco/.

Provavelmente, abrindo o site de cada uma dessas agências de empregos, os candidatos logo verão os anúncios de temporários para a C&A, com as instruções para mandar o currículo. Se nenhuma informação estiver na página inicial, é só ir até as vagas abertas e cadastrar-se.

Vale dizer, contudo, que os currículos para temporários não podem ser mandados por outros meios que não por essas agências.




Comentar