Cadastro CadÚnico 2019 – Como fazer?

O Cadastro Único é um grande banco de dados no qual o Governo Federal mantém as pessoas que estão extrema pobreza ou pobreza. A criação desse banco de dados foi uma maneira de facilitar o gerenciamento de quem é atendido por programas púbicos de renda, inclusive pelo Bolsa Família.

O CadÚnico também atua com a isenção em concursos públicos, Minha Casa Minha Vida, Tarifa Social de Energia Elétrica, Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, Carta Social, aposentadoria para baixa renda, telefone popular, passe livre para deficientes, Bolsa Verde e muitos outros.

Os cidadãos que querem ajuda de algum programa social do governo precisam registrar-se nesse cadastro. Todavia, é obrigatório que a renda total vá até 3 salários mínimos: por enquanto, isso equivale a R$ 2.862,00.

Como estar no Cadastro Único?

As pessoas que estão em extrema pobreza ou pobreza podem procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) para integrar o CadÚnico. A documentação pedida será CPF, título de eleitor, certidão de casamento ou nascimento, carteira de trabalho e RG.

Para certos programas, será necessário levar a documentação de todas as pessoas da casa. Além disso, os índios terão de levar o RANI, ou seja, Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena.

Os cidadãos que recebem auxílios financeiros farão os saques na Caixa Econômica Federal e é por isso que as suas agências também podem informar preliminarmente sobre o CadÚnico; o cadastro, porém, só é feito no CRAS.

Obrigações dos cadastrados no CadÚnico

Os cidadãos que estão no CadÚnico precisam fazer uma atualização dos seus dados a cada dois anos. Essa atualização é indispensável até para quem não está em nenhum programa do governo no momento; para quem já tem algum auxílio, ela é um motivo a menos para a sua suspensão.

Algumas cidades ainda não têm o CRAS ou o seu centro de referência está em obras, por exemplo. Sempre que esse órgão não estiver atendendo, o cidadão pode pedir atendimento na Prefeitura.


 



Deixe um Comentário: