NotíciasProgramas sociais

Caixa Tem: lista dos CPFs que têm direito ao saque de R$ 1.000

O aplicativo Caixa Tem, do governo federal, implementou recentemente uma política de saques extras que promete ajudar milhares de brasileiros em situação de vulnerabilidade. Essa medida surge em um momento em que os custos dos artigos essenciais estão aumentando mais rápido que a inflação, o desemprego persiste e muitas famílias se veem em uma situação de alto estresse financeiro.

Embora a maioria dos brasileiros sofra com a falta de uma fonte de renda estável e confiável, o Caixa Tem e os benefícios a ele associados têm desempenhado um papel crucial na busca por essa estabilidade. O novo sistema de saques extras, que permite que os cidadãos obtenham mais de mil reais, é parte desse esforço.

No entanto, vale ressaltar que essa quantia extra não está disponível para todos. Para ter acesso ao benefício, é necessário cumprir alguns critérios estabelecidos pelo governo. A iniciativa é voltada para períodos de adversidades econômicas ou emergências, com o objetivo de fornecer suporte à população.

Quem tem direito aos saques extras

Os saques extras podem vir de várias formas, como expansão de programas sociais, liberação de fundos específicos e concessão de benefícios diretos. Além disso, em circunstâncias específicas, o governo pode autorizar a retirada de recursos de fundos, como o PIS/Pasep e o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), permitindo que os trabalhadores obtenham uma quantia extra de dinheiro.

Para ter acesso a esses recursos extras, porém, é necessário cumprir alguns critérios. Por exemplo, para se beneficiar dos programas sociais do governo, é preciso estar inscrito e manter atualizados os dados no CadÚnico, sistema de cadastro de programas sociais do governo. Outro critério é possuir uma renda mensal per capita de até R$ 218.

Caixa Tem irá liberar mais de R$ 1 mil nos próximos dias

Em breve, os brasileiros terão a oportunidade de sacar mais de R$ 1 mil por meio das retiradas excepcionais permitidas pelo Caixa Tem. Isso será possível graças aos programas Bolsa Família e Auxílio Gás, vitais para muitas famílias brasileiras.

O Bolsa Família passou por recentes mudanças. Agora, caso o valor recebido pelos beneficiários não atinja R$ 600, a diferença será paga pelo governo. E no caso do Auxílio Gás, haverá um repasse do valor no Caixa Tem neste mês de fevereiro, já que seu pagamento é feito a cada dois meses.

Para receber os benefícios, a principal regra é a “renda mensal por pessoa”, que significa quanto você e sua família ganham por mês dividido pelo número de pessoas da família. Se a renda mensal per capita for de até R$ 218 (situação de pobreza), a entrada no Programa Bolsa Família pode acontecer.

Os pagamentos da parcela de fevereiro do Bolsa Família serão realizados junto com os do Auxílio Gás e de acordo com o último dígito do NIS de cada beneficiário. Confira:

  • NIS de final 1 – 16 de fevereiro;
  • NIS de final 2 – 19 de fevereiro;
  • NIS de final 3 – 20 de fevereiro;
  • NIS de final 4 – 21 de fevereiro;
  • NIS de final 5 – 22 de fevereiro;
  • NIS de final 6 – 23 de fevereiro;
  • NIS de final 7 – 26 de fevereiro;
  • NIS de final 8 – 27 de fevereiro;
  • NIS de final 9 – 28 de fevereiro;
  • NIS de final 0 – 29 de fevereiro.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo