Como prorrogar o auxílio doença do INSS durante a pandemia?

O auxílio doença tem sido muito importante para os trabalhadores que foram diagnosticados com o coronavírus e que precisam ficar um tempo afastados do trabalho. Porém, também há pessoas que recebem o auxílio doença por outras razões e desejam pedir uma prorrogação.

O pedido de prorrogação é indicado apenas quando há laudos do médico atestando que a doença que fez com que o trabalhador se afastasse ainda não está sob controle e continua sendo necessário o afastamento das funções.

Servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) entraram em greve por tempo indeterminado. Eles reivindicam reajuste salarial de 27,5% e melhores condições de trabalho (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Mais do que o laudo, é necessário que esses trabalhadores também tenham feito exames recentemente que comprovem que eles ainda estão em uma situação vulnerável e não têm condições de voltar ao seu trabalho.

É importante considerar que a resposta final do INSS pode demorar um pouco, já que o órgão está impossibilitado de fazer perícias médicas no momento e isso é indispensável para que um benefício como o auxílio doença seja liberado.

Sendo assim, existe a possibilidade de o trabalhador terminar o seu período de afastamento e ainda não ter uma resposta do órgão sobre a prorrogação do seu auxílio. Nesses casos, a melhor opção é ser orientado por um advogado.

Passo a passo para pedir a prorrogação do auxílio

Quem mesmo assim desejar pedir uma prorrogação do auxílio doença precisa fazer o seguinte:

 

  • Usar o site Meu INSS (há uma versão em app também);
  • Clicar em “Serviços sem senha”;
  • Escolher “Agendamentos/Solicitações”;
  • Colocar os dados pessoais;
  • Selecionar a opção “Novo requerimento”;
  • Clicar em “Benefício por incapacidade”;
  • Clicar em “Pedido de prorrogação com documento médico”;
  • Inserir o CEP;
  • Selecionar uma agência do INSS

 

Assim que as normas de isolamento social reduzirem, as agências do INSS serão reabertas e farão o agendamento da perícia para determinar a prorrogação do auxílio doença.

Um dilema especialmente complicado acontece quando o trabalhador encerra o período de auxílio doença que o INSS inicialmente lhe deu e, por causa da pandemia, não há como passar por uma perícia médica. Nesse caso, há dúvidas sobre o retorno ao trabalho, pagamentos, etc.




Comentar