Como responder à pretensão salarial?

Uma das perguntas mais comuns feitas nos cadastros de emprego é a pretensão salarial, que corresponde à quantia que o trabalhador gostaria de ganhar caso seja contratado.

Normalmente, os sites mostram uma faixa de valores, ou seja, é preciso escolher uma quantia que esteja compreendida entre X e Y. No entanto, existem cadastros nos quais o candidato fica “livre” para colocar a pretensão salarial que o interessa e isso faz om que surjam dúvidas.

Afinal, como responder à pretensão salarial?

Será que colocar um valor que não corresponde ao mais adequado pode fazer com que o trabalhador seja excluído do processo seletivo?

 

Por que as empresas perguntam a pretensão salarial?

No geral, essa é uma forma de as empresas filtrarem os candidatos às suas oportunidades. Por exemplo: se ela só tem conduções de pagar R$ 1.400 a quem ocupar determinado cargo e um dos candidatos colocar que sua pretensão salarial é de R$ 2.000, ele já e excluído do processo seletivo.

Afinal, ele ficaria insatisfeito com o valor, é possível que não aceitasse ocupar a vaga e o processo seletivo tivesse de recomeçar.

Por isso, é mesmo muito importante que o trabalhador indique um valor razoável de pretensão salarial para que ele ainda seja considerado dentro das opções da empresa.

 

Apostar no intervalo de valores é o melhor caminho

É claro que pode ser bem difícil especificar um valor X para a pretensão salarial porque sempre se corre o risco de estar escolhendo uma quantia que vai “desagradar” a empresa. Por isso, responder com intervalos de valores é o mais seguro.

Por exemplo: se o candidato está disposto a receber R$ 1.700 pelo seu trabalho, ele pode colocar que aceita valores entre R$ 1.500 e R$ 2.000. Dessa maneira, ele não precisa revelar de forma efetiva a sua pretensão salarial e, mesmo assim, ainda fica em uma faixa bem próxima ao que ele quer receber.

É muito importante lembrar que existe a chance de a empresa oferecer um valor um pouco abaixo, como os R$ 1.500 do exemplo acima. Nesses casos, o traçador tem de considerar se é interessante para ele aceitar mesmo assim ou se ele vai “negociar” com o recrutador um valor mais alto de salário.

 

Estar inteirado sobre o salário-base para a função é indispensável

Antes de escolher a pretensão salarial, é importante que os candidatos pesquisem na Internet qual é o salário-base para a função a qual estão se candidatando.

O salário-base corresponde aquilo que o trabalhador tem de ganhar como mínimo, ou seja, não é possível que a empresa ofereça uma remuneração menor.

Estar a par de qual é a faixa salarial mais comum para aquela função também faz com que o candidato escolha uma pretensão salarial que seja mais facilmente aceita pelo empregador por este saber que os seus concorrentes estão pagando a mesma coisa.

Em último caso, ser maleável com relação ao valor que a empresa oferece é um caminho para quem está necessitando há tempos de emprego.