Concurso PM SP 2019 Soldado – Edital e Inscrições

A Polícia Militar do Estado de São Paulo tem novo concurso, organizado pela Fundação VUNESP, visando admitir novos soldados de 2° classe.

A remuneração será de R$ 3.164,58, sendo esse valor composto por adicional de insalubridade e também pelo Regime Especial de Trabalho Policial. A corporação paulista tem 2.700 vagas abertas e a validade desse concurso será de 180 dias, com o governo de São Paulo podendo prorrogá-lo por mais 180 dias.

Requisitos Concurso PM SP 2019 Soldado

Para ser policial militar em São Paulo, o candidato deve ter o ensino médio completo, inclusive com certificado reconhecido pelo Ministério da Educação. Para as mulheres, é obrigatório ter 1,55cm mínimos e, para os homens, é necessário 1,60cm mínimos.

Os candidatos devem ter condições psicológicas comprovadas pela avaliação médica, além de estar entre os 17 e os 30 anos e não apresentar histórico criminal. Não poderão ingressar na corporação os que tiverem problemas com a Justiça Eleitoral; para os homens, o concurso exigirá que ele esteja quite com a Justiça Militar. Por fim, será obrigatória a Carteira Nacional de Habilitação que seja compreendida de ”B” a “E”.

Etapas Concurso PM SP 2019 Soldado

Haverá uma prova escrita no mês de julho, além de prova de múltipla escolha; elas serão aplicadas nos seguintes municípios: São Paulo, São José do Rio Preto, Presidente Prudente, Campinas, Ribeirão Preto, Araçatuba, Sorocaba, São José dos Campos, Santos, Piracicaba e Bauru.

Os inscritos para ser PM em São Paulo também serão submetidos a teste de saúde, análise de conduta, exame de aptidão física e psicológica.  O edital descreve como será a prova de aptidão física, que compreenderá resistência abdominal, flexão e dois tipos de corridas.

Edital Concurso PM SP 2019 Soldado

Pode ser lido no site da Fundação VUNESP: https://www.vunesp.com.br/.

Inscrições Concurso PM SP 2019 Soldado

 

Precisam ser feitas no site da organizadora, de 3 de maio a 13 de junho. A taxa de participação é de R$ 50,00, mas desempregados e estudantes podem pagar somente R$ 25,00.


 




Comentar