COVID 19, Corona dá Atestado de quantos dias?

O diagnóstico de coronavírus com certeza assusta muito as pessoas que o recebem, mas também há outro tipo de preocupação: há atestado? De quantos dias?

Para os empregadores, saber de quantos dias é o atestado é fundamental para organizar a dinâmica do trabalho, selecionando pessoas que possam ficar no lugar da pessoa que está com a COVID-19.

Para os pacientes, é claro que saber do tempo de atestado também é importante porque permite uma perspectiva de quanto tempo será necessário até retornar à sua rotina.

 

Dá atestado?

Com certeza, quem testa positivo para coronavírus recebe sim um atestado. Afinal, essa é uma doença com alto potencial de transmissão, sendo impensável que uma pessoa contaminada continue frequentando o ambiente de trabalho.

Até mesmo indivíduos que estão com suspeita de COVID-19 recebem atestado para que sejam afastados do ambiente profissional enquanto aguardam o resultado do teste.

De quantos dias?

Normalmente, os médicos dão atestado de duas semanas a quem testa positivo para o novo coronavírus.

Isso porque esse é o tempo estimado até que o indivíduo já não possa transmitir a doença e, assim, tenha condições de retornar ao seu emprego sem colocar nenhum dos colegas em risco.

Porém, quando o paciente tem alguma complicação, é possível que esse atestado tenha a quantidade de dias aumentada, mediante a necessidade que o médico perceba.

O mesmo acontece para quem passou pelos 14 dias, refez o teste e ainda continua com resultado positivo.

O trabalhador com COVID-19 pode trabalhar de casa?

O funcionário que receber um atestado por causa da COVID-19 não pode trabalhar de casa, mesmo que ele esteja isolado e que realize home office.

Isso porque o atestado significa que o indivíduo não deve trabalhar, independentemente de onde ele desempenhe as suas tarefas: na empresa ou remotamente.

Porém, se não houver sintomas e esse trabalhador preferir continuar com as suas tarefas remotas, pode tratar disso com o seu empregador.

Cabe lembrar que o atestado por causa de COVID-19 assegura a não realização de descontos no pagamento.