Curso Montador de Sistemas de Construção a Seco Senai

Com a construção civil sendo um dos pilares para que as cidades continuem em crescimento, diversos cursos relacionados a esse segmento também se tornam indispensáveis no mercado e um deles é o curso de Montador de Sistemas de Construção a Seco.

O profissional formado nesse curso pode atuar em todo tipo de construtora ou trabalhar como autônomo, criando uma empresa própria. Destaca-se que o programa do curso abrange normas de segurança e que o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), é um dos principais formadores de montador de sistemas de construção a seco.

Características do curso

As unidades do SENAI têm dois tipos diferentes de cursos de montador: um específico, com 228 horas de carga horária, e um básico, com apenas 72 horas. Dentre as matérias do curso, há: montagem de estrutura de escada, elevação da vedação vertical, revestimento com placa de gesso ou argamassa, introdução à construção de edifícios, interpretação de projetos, montagem de lajes, montagem de coberturas, execução de forro e muito mais.

Para participar do curso de Montador de Sistemas de Construção a Seco, basta que o inscrito tenha o ensino fundamental completo e não é necessário ter conhecimentos prévios na construção.

Os valores do curso podem variar, considerando que o SENAI tem muitas unidades, inclusive oferecendo o módulo em EAD. No caso do sistema EAD de Mato Grosso do Sul, por exemplo, o curso pode ser parcelado em oito ou em quatro vezes e o seu custo à vista é de R$ 432,43.

No caso, a sua carga horária contempla apenas a disciplina de perfis metálicos leves, com certificado, e o link para detalhes sobre pagamento e inscrições é o https://www.ead.ms.senai.br/cursos/qualificacao_profissional/?c=Montador_de_Sistemas_de_Constru%C3%A7%C3%A3o_a_Seco&id=65.

Outras unidades do SENAI que costumam ter o curso de Montador de Sistemas de Construção a Seco são Taguatinga, Tijuca, Niterói e Demóstenes Travessa. Em alguns casos, há inscrições o ano inteiro, enquanto outras unidades só abrem novas turmas em momentos específicos do ano. Para se informar com precisão, é importante comparecer à escola ou ligar.




Comentar