Programas sociais

Data para o governo liberar o calendário do Bolsa Família 2024

Apesar dos pagamentos referentes a dezembro ainda estarem sendo feitos, os beneficiários do Bolsa Família já se perguntam quando que os repasses de 2024 serão efetuados. Se tudo ocorrer como o planejado pelo Governo Federal, o novo cronograma deve ser revelado entre o Natal e antes do Ano Novo.

Se levarmos em conta o calendário deste ano, é possível ter uma noção de como vão funcionar os depósitos no ano que vem. Vale lembrar que, geralmente, os pagamentos são feitos nos últimos 10 dias úteis de cada mês — com exceção de dezembro, devido às festividades de fim de ano. Além disso, a ordem dos repasses segue de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada segurado. Com base nisso, a seguir, confira as possíveis datas que competem a parcela de janeiro de 2024:

  • Inscritos com NIS final 1: depósito no dia 18 de janeiro de 2024;
  • Inscritos com NIS final 2: depósito no dia 19 de janeiro de 2024;
  • Inscritos com NIS final 3: depósito no dia 22 de janeiro de 2024;
  • Inscritos com NIS final 4: depósito no dia 23 de janeiro de 2024;
  • Inscritos com NIS final 5: depósito no dia 24 de janeiro de 2024;
  • Inscritos com NIS final 6: depósito no dia 25 de janeiro de 2024;
  • Inscritos com NIS final 7: depósito no dia 26 de janeiro de 2024;
  • Inscritos com NIS final 8: depósito no dia 29 de janeiro de 2024;
  • Inscritos com NIS final 9: depósito no dia 30 de janeiro de 2024;
  • Inscritos com NIS final 0: depósito no dia 31 de janeiro de 2024.

Quem vai receber o auxílio em 2024?

As famílias que estiverem com seus dados atualizados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) seguirão sendo agraciadas com os montantes. Como é de se imaginar, inconsistências cadastrais fazem com que as autoridades responsáveis pelo Bolsa Família suspendam os pagamentos e, consequentemente, excluem os inscritos irregulares.

Isso só é possível justamente pelo CadÚnico, tendo em vista que ele se trata de uma plataforma onde o Governo Federal monitora as famílias de baixa renda do Brasil. É por meio dele que são escolhidos os cidadãos elegíveis para o Bolsa Família e demais programas de cunho assistencial.

Além disso, é crucial que todos os inscritos estejam seguindo as condicionalidades do Bolsa Família, que nada mais são do que compromissos ligados à saúde e à educação. A seguir, veja quais são elas:

  • 1. Realização do pré-natal para gestantes;
  • 2. Acompanhamento nutricional (altura e peso) de crianças de até sete anos incompletos;
  • 3. Acompanhamento do calendário nacional de vacinação;
  • 4. Frequência escolar mínima de crianças de quatro a 17 anos que ainda não completaram o ensino básico.

Bruno Gama

Jornalista do Vagas Abertas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo