Inscrição FIES 2012 – 2013 – Como fazer?

Hoje em dia, ter um curso superior no currículo é essencial para todos os brasileiros. Porém, existem diversas pessoas que por motivos financeiros não podem ter tal privilégio. E é por isso que o Governo Federal lançou o FIES que é um programa coordenado pelo MEC com a participação e o auxílio da Caixa Econômica e do Banco do Brasil. São estes bancos que cuidam da parte financeira do projeto, que neste caso representa o financiamento do curso para o estudante.

Logo em 2010, foi informado que FIES ficaria ainda mais acessível para as pessoas com baixa renda mensal/semanal. A taxa de juros do programa foi reduzida para 3.4%, e isso representa uma melhora significativa, uma vitória para os estudantes.

Muitos não entendem como o programa funciona perfeitamente. O FIES permite que os universitários financiem em 50% ou 100% das mensalidades, que geralmente saem por um preço absurdo. Existem também outras possibilidades de uso do FIES, como utilizar uma bolsa parcial do Prouni, e pagar o restante do financiamento com os recursos disponibilizados pelo FIES. Sem contar que existem três modalidades para o programa, das quais é necessário se informar melhor antes participar.

Existem alguns requisitos para entrar no FIES. O estudante não pode ter utilizado o FIES em nenhuma outra ocasião, e sua família precisar ter uma renda per capita inferior a 20% para o ingresso. É necessário estar matriculado em alguma instituição de ensino, além de não poder ter débitos com o CREDUC.

As inscrições para o FIES, não precisam de uma data limite, ou seja, podem ser feitas a qualquer momento, em qualquer época ou estação. É muito importante agarrar com força total um projeto com essa magnitude, que facilita a entrada de qualquer estudante, até mesmo aqueles que já perderam todas as suas perspectivas de entrar em uma grande universidade, justamente pelo preço exigido pela mesma. Se você quer ser um usuário deste programa, não perca tempo e entre nessa.




8 Comentários

Comentar