Investimento na bolsa – Curto, médio ou longo prazo. Qual melhor investimento?

Investir é a recomendação dos especialistas a todos os que têm algum dinheiro extra e os motivo são evitar gastos desnecessários e garantir que a quantia renda. Há diversas corretoras que oferecem aplicações, assim como os bancos, mas escolher entre investimentos de curto, médio e longo prazo pode parecer um pouco difícil.

Primeiramente, o investidor tem de saber em quanto tempo quer resgatar o dinheiro, ou seja, se ele está juntando capital para um futuro mais distante ou se existe um projeto mais palpável, como a compra de um veículo ou pagar um curso. Esse é o principal critério para decidir entre investimentos de curto, médio e longo prazo.

Opções de investimentos e os seus usos

Dentre os investimentos de curti prazo que as corretoras e bancos mais oferecem, há o Tesouro Selic e a Letra de Crédito Imobiliário ou LCI. Essas opções agradam as pessoas que querem sacar os rendimentos em pouco tempo, como no caso de quem quer viajar nas férias. No caso do Tesouro Selic, por exemplo, recebe-se significativamente em seis meses.

Os investimentos de médio prazo também oferecem bom retorno, mas eles são recomendados a quem tem pressa média de sacar. Isso quer dizer que se trata de um projeto relativamente próximo, mas não tanto. Há bastante investimento de médio prazo à disposição, salientando-se os fundos multimercados e os Certificados de Depósitos Bancários, os CDB.

Por fim, as pessoas que estão preocupadas com os anos futuros, como a época em que seus filhos estiverem na faculdade ou sua própria aposentadoria, podem apostar nos investimentos de longo prazo. Um dos mais recomendados é o Tesouro IPCA+.

O que saber sobre os investimentos?

Além de avaliar as suas expectativas, é necessário que o investidor tenha constância: o ideal é evitar mexer no dinheiro que está sendo investido para que ele possa render até o objetivo. Cabe citar também que não é preciso aplicar altíssimas somas em dinheiro para ter bom retorno: há investimentos que aceitam menos de R$ 50,00.





Comentar