Já saquei R$ 500 do FGTS, vou poder sacar mais para completar R$ 998?

Sem dúvida, o saque imediato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) esteve no centro das discussões no ano de 2019 e ainda há mais novidade: agora, é provável que os cidadãos possam fazer mais saques para completar R$ 998.

Essa medida foi aprovada pelo Senado já em novembro e, caso sancionada, afetará quem ainda não sacou e quem já retirou das contas ativas e inativas o seu limite de R$ 500. Como não poderia deixar de ser, vários trabalhadores já estão confusos com relação aos novos limites.

Limite R$ 998 já está vigorando?

Não: quem já retirou os seus R$ 500 de limite não pode fazer mais saques por enquanto. Assim, as pessoas que ainda serão contempladas nas próximas datas do calendário da Caixa Econômica Federal só poderão sacar até R$ 500 por cada conta ativa ou inativa.

Ainda que o Senado já tenha aprovado a medida provisória, nada muda, na prática, até que ela seja efetivamente sancionada. Por isso, os limites de saque imediato do FGTS já conhecidos continuam valendo.

Quem poderá sacar até R$ 998?

Se essa medida provisória realmente for sancionada, somente algumas pessoas poderão fazer o saque de até R$ 998. Para isso, será necessário que a conta ativa ou inativa do indivíduo tenha esse saldo ou mais até 24 de julho de 2019.

Por exemplo: a pessoa que procura a Caixa Econômica Federal para sacar os seus R$ 998 terá o seu extrato de fundo de garantia avaliado. Se for verificado que o saldo era de R$ 997 até 24 de julho, essa pessoa já não poderá sacar mais que R$ 500 por conta.

Por isso, antes de reivindicar os R$ 998, é indicado que cada um solicite um extrato do seu FGTS para conferir quando o seu saldo chegou a essa quantia. Esses extratos podem ser pedidos em qualquer agência da Caixa e pelo aplicativo Caixa Trabalhador, obtido na Google Play Store e na Apple Store.




Comentar