Jovem aprendiz tem direito a seguro desemprego?

Muitos estudantes que estão na educação básica desejam trabalhar e uma solução é ocupar vagas como jovens aprendizes. Essa contratação acontece em todos os tipos de empresas e proporciona direitos como o transporte, sem contar que esses jovens aprendizes têm salário mensal e um horário adaptado para que sua vida escolar seja preservada.

Antes de cogitar ser jovem aprendiz, deve-se saber qual é o perfil exigido e os direitos de que esses estudantes desfrutam; para adiantar, o seguro desemprego faz parte deles.

Características do jovem aprendiz

As duas únicas características que as empresas podem exigir são estar entre o ensino fundamental e o ensino médio e ter de 14 a 24 anos. Teoricamente, todos os estudante que atendam a essas duas coisas podem ser contratados como jovens aprendizes, inclusive porque as empresas não podem solicitar cursos ou experiência porque se trata de pessoas que ainda estão na parte básica da educação.

Na prática, é provável que as empresas deem preferência aos jovens aprendizes que saibam utilizar computadores e outros meios eletrônicos, além daqueles que se comunicam melhor e que têm personalidade mais parecida com o restante da equipe.

Jovem aprendiz tem direito a seguro desemprego?

O seguro desemprego serve para que as pessoas demitidas sem justa causa tenham uma renda temporária até que sua vida se reorganize. No caso de a empresa dispensar o jovem aprendiz antes de o contrato acabar, este também terá direito ao seguro desemprego, da mesma forma que os trabalhadores CLT.

Cabe lembra que este direito só valerá se for a empresa que mandar o jovem aprendiz embora: se este desistir do seu contrato, ele também abre mão do seguro desemprego.

Destaca-se que esse tipo de funcionário também tem outros direitos, como o recolhimento do fundo de garantia. Inclusive, em caso de dispensa antes de o contrato acabar, eles podem retirar 40% do valor.

Como ser jovem aprendiz

Os estudantes podem se tornar jovens aprendizes acompanhando o site das empresas ou os processos divulgados pelo Centro de Integração Empresa-Escola: https://portal.ciee.org.br/.




Comentar