Mais 5 mil vagas de emprego em Supermercados de São Paulo

De acordo com a Associação Paulista dos Supermercados (APAS), aproximadamente 5 mil vagas de trabalho temporário serão abertos nos próximos meses, em especial devido à pandemia de COVI-19. Isso porque muitos profissionais que trabalham em supermercados já estão afastados em decorrência de contaminações.

A quantidade de vagas citada é referente apenas aos estabelecimentos situados no Grande ABC Paulista, como em cidades como Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano, Diadema e outras.

Vale dizer que uma boa parte dos funcionários dos supermercados já foram afastados por fazer parte do grupo de risco, composto por quem tem doenças pré-existentes e por quem tem idade igual ou superior a 60 anos.

Restrições não impendem aberturas de mercados

Em meio à pandemia de COVID-19 e das medidas de isolamento social, muitas pessoas estão diminuindo as suas idas ao supermercado. Além disso, não se tem mais grandes famílias fazendo as compras juntas: agora, apenas um membro vai buscar os mantimentos e demais itens.

No entanto, isso não faz com que haja baixo movimento nos supermercados: ele foi diminuído, mas continua intenso todos os dias. É por isso que tantas vagas temporárias serão disponibilizadas: inclusive para que os atendimentos sejam rápidos e sem tumulto.

Como se candidatar às vagas

As vagas anunciadas pela APAS são basicamente para operador de caixa e para repositor, mas pode haver mais opções. Para ocupar uma das vagas, é importante ter ensino médio completo e, preferencialmente, experiência, mas isso será determinado por cada um dos supermercados contratantes.

Além disso, o anúncio das vagas também fica por conta de cada supermercado: eles colocarão essas vagas nos seus sites. As candidaturas sempre serão virtuais, justamente para evitar que os trabalhadores se aglomerem no estabelecimento.

Algumas vagas abertas:

Carrefour

Extra

Wallmart

É importante ficar atento: as 5 mil vagas temporárias serão divulgadas pelos supermercados simultaneamente durante o mês de abril.

Efetivação depois da pandemia

Não se pode mensurar as possibilidades de os supermercados efetivarem esses temporários após a epidemia de COVID-19, apesar de elas existirem.




Comentar