O que é estágio compartilhado?

Estudantes de todo o país fazem estágio para conseguir experiência, sem contar que esse é um processo obrigatório para que o certificado da maioria dos cursos seja fornecido, principalmente os cursos superiores, mas alguns tipos de cursos técnicos também.

Entretanto, uma nova forma de estágio vem se tornando mais famosa: é o estágio compartilhado, que até já está sendo usado pela Nestle e por outras companhias de grande porte. Aliás, esta empresa também é uma das pioneiras quando se trata desse tipo de contratação.

Ela funciona da seguinte maneira: em vez de o estagiário ficar na mesma empresa durante todo o programa e passar por diversos setores, ele passa por períodos em diversas empresas. Como se nota, o estágio compartilhado também respeita a ideia de job rotation, mas faz uma adaptação dela.

Apesar de muitos nunca terem ouvido falar desse tipo de estágio, ele já existe desde 2017 e diversas companhias fazem parte dele, formando a chamada Aliança Jovem.

Quais são os critérios para se candidatar ao estágio compartilhado?

No momento, os estudantes universitários que são aceitos no estágio compartilhado são os que estudam Ciências Econômicas, Administração de Empresas e Engenharias. Não se exige nenhum semestre específico e os estudantes poderão ser efetivados em qualquer uma das empresas participantes.

Aliás, essa é uma excelente vantagem oferecida pelo estágio compartilhado: se uma das empresas não puder contratar definitivamente o estudante, ele tem chance em várias outras pelas quais tenha passado. Cabe salientar que os participantes precisam trabalhar em São Paulo e que a duração desse programa de estágio é de dois anos.

As empresas que estão participando da Aliança Jovem no momento são Vivo, Klabin, Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), Nestlé, EDP e CSN. Como se vê, são empresas de grande respeitabilidade e nas quais os alunos podem desenvolver ótimas carreiras. Para as futuras inscrições, é necessário ficar atento ao site do CIEE: https://portal.ciee.org.br/.

Vale a pena participar do estágio compartilhado?

Sim, pois esse estágio permitirá que os estudantes incluam muito mais empresas em seu currículo, além da maior chance de efetivação.





Comentar