Posso sair do serviço para assistir os jogos do Brasil na Copa do Mundo

A Copa do Mundo da Rússia, que foi iniciada no último dia 14, tem uma particularidade com relação aos jogos do Brasil: a maioria será em horário comercial e durante a semana. Como muitos dos funcionários querem acompanhar as partidas, fica a dúvida: o funcionário pode sair do serviço para assistir aos jogos da Copa?

Essa resposta fica sob a responsabilidade do regimento de cada empresa: enquanto algumas permitem que os colaboradores saiam para ver as partidas em restaurantes ou até em suas casas, outras optam por colocar uma televisão para que eles assistam dentro da empresa e, com isso, seja garantido que eles retornem aos postos depois. Há algumas corporações, todavia, que ignoram o jogo e os trabalhadores seguem o seu expediente normal.

Comunicação

O mais importante é que os superiores decidam se os funcionários poderão assistir ao jogo e como e que divulguem isso previamente. Eles devem declarar quando eles poderão sair da empresa e o horário em que precisarão retornar e esclarecer se haverá advertência para os que não fizerem isso ou até desconto em dinheiro pelo atraso.

Se alguma companhia decidir que colocará televisão para os funcionários, também precisará deixar claro até que horas eles estarão livres para assistir. Cabe salientar que os colaboradores não podem esperar que os seus superiores disponibilizem televisão: isso é uma cortesia.

Do mesmo modo, a corporação que permitir que o colaborador assista ao jogo fora dela também não pagará transporte, pois não se trata de atividade referente ao cargo.

Dependendo de qual seja o tipo de empresa, é preciso que sempre existam funcionários em atuação, como as recepções de hospitais, e a administração pode realizar escalas a fim de que todos os seus colaboradores possam assistir às partidas.

Punições

O colaborador pode decidir-se por faltar, apesar de ele ter o desconto do dia. Todavia, estando no expediente, ele não pode ir embora sem que o seu superior permita; fazendo isso, ele poderá adverti-lo.


 




Comentar