Programa de Estágio Uber 2019

O crescimento da Uber no Brasil já é de conhecimento de todos, mas se consolida ainda mais com essa novidade: o seu primeiro Programa de Estágio. Fundada em 2009, a empresa é a mais conhecida no campo de transporte particular, permitindo que motoristas independente se cadastrem e atendam a solicitações de corrida para vários destinos.

Seus usuários só precisam baixar um app e, quando desejarem ir a qualquer lugar, colocar o destino e esperar que um dos motoristas atenda à solicitação. Além disso, há avaliação de motoristas: os clientes podem dar notas e fazer comentários com relação ao tratamento que receberam durante o trajeto.

Além do transporte de pessoas, a empesa tem o Uber Eats, que é um serviço de delivery de alimentos. Pessoas que dirigem motos podem se cadastrar para fazer a entrega de refeições, lanches, etc., para vários restaurantes.

Como funciona o Programa de Estágio Uber 2019

Os estagiários da Uber podem ser estudantes de qualquer curso e precisam ter nível intermediário de Inglês. É necessário que o curso superior seja concluído no segundo semestre de 2020 e que essas pessoas possam trabalhar na capital paulista.

Os benefícios oferecidos são créditos para o Uber Eats e para o Uber todos os meses, vale refeição, bolsa auxílio e seguro odontológico e médico. Os concorrer a estagiários farão a inscrição online e terão entrevistas e dinâmicas presenciais, além de teste virtual de Lógica e de Inglês.

Serão 40 oportunidades, espalhadas pelas seguintes áreas: Políticas Públicas, Engenharia, Recursos Humanos, Finanças, Comunicações, Vendas, Operações e Desenvolvimento de Negócios.

Os concorrentes para o Programa de Estágio Uber 2019 terão de se inscrever até 16 de agosto no link http://uber.nativeland.co/estagiouber/?_ga=2.245565444.1847915257.1564744612-1370129960.1564744612. Provavelmente, o início do estágio será em outubro e os inscritos têm de ficar atentos à sua documentação: para os homens, o certificado de reservista será indispensável.

A Uber pode também não contratar como estagiário aquele que tem problemas com a Justiça Eleitoral e, principalmente, são vetados aqueles cuja faculdade ou universidade não tem reconhecimento do MEC.





Comentar