Programa Progredir 2020 14 mil vagas de emprego em todo país

A qualificação profissional é um dos focos do Programa Progredir, que é de autoria do governo federal com a missão de ajudar as famílias que precisam de ajuda social a ter mais autonomia financeira. Por causa disso, as pessoas que podem participar desse programa em 2020 são aquelas que estão no Cadastro Único de Programas Sociais, conhecido como CadÚnico.

Além de oferecer a possibilidade de diversos cursos de capacitação, o programa também ajuda os seus inscritos a chegar ao mercado profissional. Até o momento, estima-se que haja 14.000 vagas em todas as regiões do país e que podem ser acessadas por quem se cadastrar no Programa Progredir de 2020.

Para que esse programa do governo federal possa oferecer vagas de emprego a quem está nos programas sociais, ele tem uma rede de parceiros, que é formada por empresas do setor privado e do setor público. Essas empresas são as que oferecerão as vagas, que tendem a ser sempre efetivas.

Cabe dizer que existem alguns territórios que são considerados prioritários, ou seja, que têm mais vagas tanto para o encaminhamento profissional quanto para os cursos de capacitação. No entanto, apenas quem se inscreve para o Programa Progredir pode ver as opções de cursos que estão liberadas.

As inscrições para o Programa Progredir não têm data e os interessados podem fazê-las a qualquer momento no site do Ministério da Cidadania. Para isso, é preciso clicar aqui e no botão “Novo cadastro”. Será necessário especificar uma cidade e inserir o número do CPF, clicando em “Não sou um robô” logo depois.

Quem se inscrever para o Programa Progredir precisa prestar atenção às datas que o Ministério da Cidadania especificar para a procura dos parceiros e realização da matrícula.

 Como fazer parte do CadÚnico

Quem se interessou pelo Programa Progredir e deseja fazer parte do encaminhamento profissional no país todo ou dos seus cursos de capacitação precisa comprovar que tem até três salários mínimos como renda mensal da sua família e procurar o CRAS.




Comentar