Quais os requisitos para comprar vacina de COVID-19 para empresas?

Apesar de a vacinação contra a COVID-19 já ter alcançado pouco mais de 10% da população, ainda é bastante difícil para muitas pessoas conseguirem o acesso ao imunizante.

São diversas filas nos postos de vacinação, ao mesmo tempo em que alguns cidadãos têm demorado bastante para tomar a segunda dose, o que significa correr o risco de a primeira aplicação perder o efeito.

Para minimizar isso, diferentes empresas estão procurando vacinas para a aquisição e o intuito é garantir que os seus colaboradores estejam protegidos.

Com a oferta de imunização para a sua equipe, o objetivo é que ela possa trabalhar novamente e sem a possibilidade que se tenha um surto de COVID-19.

Entretanto, será que todas as empresas podem comprar a vacina ou existem requisitos?

Por enquanto, as empresas são obrigadas a doar os imunizantes

Até este momento, qualquer empresa que adquira vacinas contra o novo coronavírus é obrigada por lei a fazer a doação.

No entanto, está em andamento um projeto que daria às empresas autorização plena para fazer as aplicações em seu pessoal, que não dependeria mais das campanhas e nem dos drive thrus.

Destaca-se que a venda da vacina de COVID-19 tem como prioridade as empresas da área de saúde, que ainda tenham colaboradores não imunizados com as duas doses e que precisem evitar surtos:

 

  • Laboratórios
  • Clínicas de fisioterapia
  • Médicos
  • Maqueiros
  • Pessoal da limpeza
  • Técnicos de Enfermagem
  • Radiologistas
  • Enfermeiros
  • E muito mais

 

Mesmo que a prioridade seja para as empresas que trabalham com a Saúde, acredita-se que aqueles que são do setor de segurança também passem a ter a compra de imunizantes liberada e com o fim da obrigatoriedade de doar.

Afora isso, não existe qualquer requisito mais específico a respeito da compra de vacinas por parte de empresas.

 

É uma boa ideia permitir essa compra?

Muitos especialistas declaram que a aquisição por parte das empresas fará com que fique ainda mais difícil para o Ministério da Saúde conseguir disponibilizar os imunizantes para todos.