Qual a diferença entre Currículo Lattes e Curriculum Vitae?

Quando se acessam vagas de emprego, não faltam referências ao currículo Lattes e ao curriculum vitae.

Ambos são formas de as pessoas fazerem o seu marketing pessoal, mas eles são indicados para profissionais de setores diferentes. Sendo essa a diferença entre os dois tipos de currículos, aprenda quem deve usar qual.

O que é o curriculum vitae?

Conhecido também como CV, esse currículo é razoavelmente simples e serve para quem procura vaga em quase todos os setores; inclusive, ele pode ser utilizado por profissionais de qualquer nível de escolaridade.

Os trabalhadores podem redigir o curriculum vitae usando o Word ou podem preenche-lo diretamente nos sites especializados: o cadastro, com todas as informações profissionais e acadêmicas, visa formar um curriculum vitae. Primeiro, o trabalhador tem de colocar as informações de contato e certas informações pessoais (não é necessário pôr documento).

No tópico seguinte, eles precisam especificar que cargo os interessa e, depois, inserir os cursos que já fizeram (a instituição também) e se eles estão concluídos ou não. A seguir, é hora de especificar as experiências profissionais e, no próximo tópico, os cursos extras ou realizações acadêmicas/profissionais que possam ser relevantes.

O que é o Currículo Lattes?

Esse tipo de currículo deve ser montado por pessoas do ramo de pesquisas em quaisquer áreas: humanas, biológicas ou exatas. Há uma plataforma especial para prepara-lo, chamada de Lattes, e que foi criada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ).

Além de o Currículo Lattes servir para a procura de empregos, ele também é usado por quem está se candidatando a bolsas de pós-graduação e é indicado para quem está na faculdade, pois pode ser pedido em alguns estágios. Para preencher esse tipo de currículo, é necessário:

  • Abrir, gratuitamente, a Plataforma Lattes: http://lattes.cnpq.br/;
  • Clicar em “Cadastrar novo currículo”, dentre as opções à direita;
  • Colocar o país de nacionalidade e cadastrar uma senha;
  • Criando o login, o pesquisador completará todas as abas com as suas informações, como “área de atuação”.



Comentar