Quanto será o salário mínimo em 2019?

No momento, os brasileiros contam com R$ 957,00 como o salário mínimo, mas esse valor poderá ser aumentado em 2019: os planos são de que ele passe a ser de R$ 1.006,00. Mesmo que não seja um aumento tão grande, seria um marco econômico no Brasil, já que o salário mínimo nunca atingiu R$ 1.000,00.

É claro que se trata de comemoração para os trabalhadores e para os beneficiários da previdência social, pois seus benefícios passam a ser reajustados para mais em 2019. Todavia, esse aumento também tende a causar mais rombo nos custos brasileiros, além de chegar aos cidadãos por meio dos preços dos supermercados.

Esse rombo pode ser exemplificado pensando no salário mínimo atual: ele foi um aumento no valor anterior, que era de R$ 937,00. Com apenas R$ 20,00 de acréscimo, as contas públicas foram afetadas em mais de R$ 12.000.000.000,00. Dessa vez, que o aumento poderá ser de R$ 49,00, é provável que a despesa seja de muito mais bilhões.

De quanto já foi o salário mínimo?

Apesar de o salário mínimo nunca ter atingido os R$ 1.000,00, ele já teve valores variados. No seu primeiro ano, 1994, ele era só um pouco maior que R$ 64,00; quatro anos depois, ele estava em R$ 130,00; mais quatro anos depois e o salário mínimo estava em R$ 260,00; ele passou dos R$ 500,00 pela primeira vez em 2010 e chegou a R$ 622,00 no ano de 2012.

Alguns brasileiros podem se perguntar a razão de ele ser ajustado todos os anos e isso tem a ver com o Produto Interno Bruto. Ele é adicionado ao IPCA, que também costuma mudar a cada ano, já que todos esses parâmetros estão relacionados ao desenvolvimento econômico do país.

Por que o salário mínimo afeta os preços?

A maior parte do comércio sobe um pouco os seus preços quando o salário mínimo aumenta, pois a população estará com mais capital. Além disso, os lojistas têm de aumentar a remuneração para os seus colaboradores e usam o preço final como compensador.


 



Deixe um Comentário: