Quantos dias de Folga ganha o Mesário voluntário?

Um dos motivos para que as pessoas solicitem ser mesárias voluntárias é poder ficar de folga por alguns dias sem perder a remuneração. Contudo, muitos dos cidadãos acham que podem ficar bem menos dias em casa do que realmente é de direito para quem trabalha nas eleições.

Quantos dias, de fato, o mesário voluntário pode descansar?

As pessoas que se oferecem para atuar como mesárias têm um treinamento e, devido a ele, são dados 2 dias de folga. No caso dos locais em que se tem dois turnos, o mesário voluntário tem mais 1 dias em cada um desses turnos.

Na prática, o cidadão pode ter até 4 dias de folga remunerada, devendo mostrar para o seu empregador cada comprovante. A Justiça Eleitoral, porém, não especifica quando o voluntário usará essas folgas remuneradas, sendo isso algo que o cidadão vai estabelecer com o seu empregador.

Ser mesário também proporciona outros tipos de benefícios, tais como as horas complementares para o caso de a pessoa ser universitária: são 30 horas. Mais um ponto importante é a preferência em concursos públicos: se essa pessoa está empatada com outra que não atuou como mesária, ficará acima nas colocações.

É valido esclarecer que os universitários só poderão usar o trabalho de mesário como hora complementar no caso de a sua faculdade ser parceria do tribunal eleitoral do Estado.

E como alguém pode ser mesário voluntário?

Se algum cidadão quer ser mesário, é só ir ao site do Tribunal Regional Eleitoral da sua UF e realizar um cadastro. Essas pessoas têm de estar com o seu título de eleitor em dia, ou seja, não estar suspenso por ter faltado em votações e coisas assim, além de ser maior de idade.

Segundo o site Guia do Eleitor, os cadastros para trabalhar de mesário nas eleições ficam disponíveis sempre e os treinamentos aos mesários tendem a ser dados a partir de agosto. É indispensável que esses voluntários não deixem de comparecer a esses treinamentos e, claro, no dia das eleições ou que possam apresentar justificativa plausível, como o atestado médico.


 



Deixe um Comentário: