Programas sociais

Regras para o Vale Gás pode mudar em 2024: confira!

Na próxima semana, a Caixa Econômica Federal (CEF) seguirá com mais uma rodada de pagamentos do Auxílio Gás. O programa em questão é destinado para famílias de baixa renda que estejam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Social (CadÚnico), contemplando-as com uma ajuda de custo para adquirir um botijão de gás de 13 kg.

No entanto, antes mesmo da conclusão dos pagamentos do Vale-Gás em dezembro deste ano, muitos beneficiários já estão se perguntando quando que vão acontecer as liberações em 2024. Para sanar qualquer dúvida, separamos todas as informações referentes ao benefício.

Afinal, o Auxílio Gás passará por mudanças?

Indo direto ao ponto, a resposta é sim. O Governo Federal já confirmou que algumas normas de concessão serão modificadas em 2024. Todavia, antes de nos aprofundarmos no tema, é importante saber quais são as regras em vigência para liberação do Vale-Gás. Atualmente, para ter acesso ao Auxílio Gás, o interessado precisa cumprir com os seguintes requisitos:

  • 1. Ter uma conta ativa e atualizada no CadÚnico;
  • 2. Residir com ao menos um integrante que faça parte do Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • 3. Ter uma renda mensal familiar de até meio salário mínimo (R$ 660) por pessoa.

Aliás, é justamente sobre o último ponto que vamos focar. Em 2023, o piso salarial brasileiro é de R$ 1.320. Ou seja, o cidadão interessado em ser contemplado pelo Auxílio Gás não pode ter uma renda por pessoa maior do que
R$ 660.

No entanto, o salário mínimo para 2024 será alterado. De acordo com as projeções mais realistas, acredita-se que o piso seja elevado de R$ 1.320 para R$ 1.412 no ano que vem. Sendo assim, caso o valor referido seja confirmado, a renda per capita de corte do Vale-Gás será de R$ 706.

Na prática, isso indica que mais pessoas passarão a ser agraciadas pelo benefício. Dessa forma, as famílias que recebem o Auxílio Gás não precisam se preocupar, tendo em vista que já estão abaixo da linha de corte. Porém, vale frisar que para garantir a continuidade dos repasses é preciso estar de acordo com as demais normas da iniciativa.

Auxílio Gás é liberado em dezembro

Com tudo isso em mente, é hora de saber quando o benefício será pago. Mas antes, vale lembrar que a ordem dos repasses segue de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada segurado. Dito isso, confira o calendário:

  • Beneficiários com NIS terminado em 1: pagamento no dia 11 de dezembro (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 2: pagamento no dia 12 de dezembro (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 3: pagamento no dia 13 de dezembro (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 4: pagamento no dia 14 de dezembro (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 5: pagamento no dia 15 de dezembro (pago);
  • Beneficiários com NIS terminado em 6: pagamento no dia 18 de dezembro;
  • Beneficiários com NIS terminado em 7: pagamento no dia 19 de dezembro;
  • Beneficiários com NIS terminado em 8: pagamento no dia 20 de dezembro;
  • Beneficiários com NIS terminado em 9: pagamento no dia 21 de dezembro;
  • Beneficiários com NIS terminado em 0: pagamento no dia 22 de dezembro;

Bruno Gama

Jornalista do Vagas Abertas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo