SISU 2023 – Datas, Inscrições e resultados

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é um dos maiores programas governamentais de acesso ao ensino superior. Através da nota obtida no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) os candidatos podem concorrer às vagas no sistema público de educação superior. Por isso se explica a expectativa dos alunos com a liberação das notas do ENEM e abertura do calendário do Sisu.

Para quem sonha em conquistar uma vaga numa instituição de ensino pública via Sisu, o MEC (Ministério da Educação) já liberou o calendário de inscrição do Sisu para o ano de 2023. Para participar do processo é requisito obrigatório que o candidato tenha participado da edição do Enem do ano de 2022.

As inscrições serão abertas em fevereiro, mais precisamente no dia 28 do mês. Com isso, os estudantes terão até o dia 3 de março para se inscrever no processo. Sendo assim, os candidatos terão o prazo total de 4 dias consecutivos para efetivar a inscrição no site oficial. O resultado já poderá ser conferido no dia 7 de março disponível na página do Sisu.

 

Quem pode concorrer ao Sisu 2023?

 

Para concorrer através do Sisu a uma vaga no ensino superior, além de ter participado do Enem 2022, é preciso atender a outros critérios. Os candidatos não podem ter zerado a prova de Redação, o que o desabilita de imediato para acesso ao processo.

Além disso, quem fez o Enem de forma descompromissada, ou seja, não tendo terminado ainda o ensino médio ou mesmo a título de testar o próprio conhecimento, também não poderá disputar uma vaga via Sisu.

Com o Sisu o candidato tem a opção de concorrer em até dois cursos distintos e poderá alterá-los durante o período de inscrições. Ainda que não seja convocado de primeira, na chamada regular, ainda há chance de aguardar a lista de espera. Para quem está na expectativa já pode esperar a publicação do edital para o mês de janeiro.

Quem não tiver feito o Enem 2022 infelizmente não poderá concorrer ao Sisu 2023. Mas, este não é fim da linha para quem sonha em ingressar no ensino superior. Existem programas de financiamento estudantil como o Fies que permitem ao aluno estudar e pagar o curso após a formatura.

Além dele há também o Prouni que chega a conceder bolsas de estudo de até 100% para estudantes que podem estudar gratuitamente em instituições privadas de todo o país.