Trabalhar de Detetive Particular

Os detetives particulares são profissionais procurados quando o cliente quer que alguma situação seja investigada. Não é necessário que seja um crime: muitas vezes, o que os detetives têm de confirmar é uma traição conjugal, além de achar parentes que estejam desaparecidos.

Por outro lado, eles podem fazer investigações sobre crimes e a polícia aproveitar os dados adicionais que eles conseguirem. Geralmente, eles são acionados quando a família acredita que a investigação policial não está bem-feita ou que está demorando muito. Entretanto, é claro que o detetive não pode prender alguém: o que ele pode fazer é a junção de pistas.

Além de esses profissionais poderem investigar sozinhos, eles podem ser contratados de algum escritório: se for assim, eles terão uma jornada de trabalho que pode ser de 40 horas semanais. Contudo, elas podem não ser apenas dentro do escritório, mas contam-se as horas em que se está na rua realizando as investigações.

Os valores que os detetives pedem são muito particulares e é difícil que eles cobrem de forma fechada: normalmente, a cobrança é de acordo com a quantidade de dias. Sendo assim, um profissional que vai ficar investigando por 8 horas pode cobrar até R$ 200,00, por exemplo.

Onde se veem as oportunidades para detetives particulares?

É difícil encontrar esse tipo de recrutamento nos sites comuns de vagas, mas o Sistema Nacional de Empregos (SINE) de algumas regiões pode tê-los. Para usar, é fundamental ir a uma franquia física e, com os seus documentos pessoais originais, cadastrar-se.

Na mesma hora, pode-se fazer a candidatura se esse profissional estiver sendo admitido. Se não estiver, eles podem visualizar o mesmo painel em outros dias, tanto indo de novo quanto por meio do aplicativo SINE Fácil.

O LinkedIn costuma mostrar quem está admitindo detetives particulares e, antes de consultar, é obrigatório que eles registrem um perfil. Mesmo com essas duas opções, é interessante que eles localizem quais são os escritórios de investigação particular e que levem o currículo. Há ainda as agências de emprego: no cadastro online pode haver opção para detetive.