Trabalhar no Vale do Silício – Oportunidades 

O Vale do Silício, na realidade, não é uma localidade física, mas sim um aglomerado de regiões nas quais se tem muita atividade tecnológica. A razão do nome “silício” é porque esse material faz parte das placas dos computadores e de outros equipamentos elétricos que são feitos em abundância.

Essa área fica na Califórnia e uma parte grande das empresas sediadas é startup. Porém, há diferentes corporações conceituadas, inclusive na parte de filmes, como a Pixar, que é uma das maiores realizadoras de animação. Mais companhias que fazem parte dessa região de desenvolvimento tecnológico são KLA Tencor, Google, Cisco Systems, Agilent Technologies, Adobe Systems, SanDisk, Opera Software, Quanta Computer e outras, inclusive a Netflix.

Oportunidades

Cada uma das companhias que estão no Vale do Silício possuem os seus recrutamentos independentes. Desse modo, os que se candidatarem ao Google podem ser avaliados de modo diverso do que a SanDisk utiliza. Além disso, a candidatura é sempre realizada em cada Trabalhe Conosco: os candidatos vão até a página de currículos da empresa e fazem um cadastro.

O que observar antes de atuar no Vale do Silício

Encaminhar os currículos para as companhias do Vale do Silício não é a parte mais complicada: a mudança para ele é que tem muitos aspectos para se pensar. Primeiramente, os funcionários terão de saber conversar fluentemente em Inglês, já que precisarão mudar-se para a Califórnia.

As empresas têm a necessidade de colaboradores para todas as suas funções, mas é claro que, no Vale do Silício, os que atuam com a Tecnologia são os que mais são contratados. Também há muito espaço para os formados na parte de Economia e na de Marketing.

É indicado que se procurem empresas que já estejam mais fortes no ramo tecnológico. Afinal, trabalhar na Califórnia é uma mudança considerável e é melhor que a contratante seja consolidada. Uma das melhores para se mandar currículo é o Google, inclusive porque compor os seus programas de estágio pode permitir que, depois, possa-se ter transferência para o Vale.


 



2 Comentários

  1. Luiz Ricardo Marques Pereira
  2. JORGE LUIZ DE ALVARENGA ALVES

Deixe um Comentário: