Vagas de emprego em Israel – Trabalhe em Israel

Não há dúvida de que Israel é um dos países que mais despertam a curiosidade dos brasileiros: pode ser por causa da cultura bastante diferente, do idioma, da culinária e, claro, das paisagens.

Além disso, muitas pessoas consideram que o custo de vida em Israel é bastante atrativo, fazendo com que esse país entre na mira de quem quer trabalhar no exterior.

O problema é que o país é muito rigoroso quando se trata de fornecer vistos para trabalho: quem achava que conseguir a permissão norte-americana era difícil vai se surpreender ao ficar sabendo de todas as restrições para ter a permissão de trabalho israelense.

A seguir, informações sobre qual é o visto adequado, como solicitá-lo e em quais situações é certeza que o governo israelense negue a autorização.

 

Visto B1 – documento necessário para ter um emprego em Israel

Nem todos sabem, mas todos os vistos têm um nome e o visto que permite trabalhar em qualquer cidade israelense chama-se B1. Vale dizer que, apesar de o país dispensar o visto no caso de turismo, este fica identificado como B2.

No caso da solicitação do visto B1, há certos tipos de trabalho abrangidos, tais como:

 

  • Especialistas em algo
  • Cuidadores de idosos
  • Funcionários de empresas
  • Empresários

 

De acordo com a Embaixada de Israel no Brasil, alguns aspectos da vida do imigrante são avaliados antes de o país conceder o visto B1, incluindo:

 

  • Resultado negativo para doenças como hepatite, tuberculose e HIV
  • Certificado de boa conduta

 

Dentre as instruções dadas pela Embaixada israelense na hora de se pedir o visto B1 está o detalhamento do que é o cerificado de boa conduta.

Infelizmente, a Embaixada não divulga qual é o custo da emissão desse visto, ou seja, o valor só é informado quando o formulário de pedido de visto já está preenchido.

 

Como fazer a solicitação do visto B1

Os profissionais que querem fazer uma carreira em Israel precisam seguir o que está abaixo para pedir o seu visto:

 

  • Clicar AQUI para ir ao site da Embaixada israelense
  • Localizar o visto B1 na lista
  • Haverá um hiperlink com o formulário e deve-se clicar nele

 

Mesmo que tenha um custo alto, a assessoria de advogados que ajudem na imigração é uma boa estratégia, facilitando a obtenção do visto B1 para Israel.

Caso o trabalhador já tenha recebido uma negativa da Embaixada de Israel, o auxílio de um advogado de imigração passa a ser ainda mais necessário.

 

Quem é impedido?

A intenção de Israel é garantir que as pessoas que chegam ao país assegurando que vão apenas para trabalhar tenham mesmo esse objetivo.

Por isso, só é concedido o visto B1 no caso de o trabalhador não ter qualquer familiar que já seja um residente: caso contrário, o trabalhador poderia ficar morando ilegalmente com esse conhecido.

Normalmente, a idade também faz com que a Embaixada de Israel reprove o pedido de visto: se o trabalhador já bateu os 60 anos, as chances são praticamente inexistentes.