Vagas de Emprego para Cadeirantes

Os cadeirantes, devido à inclusão que se tornou uma obrigatoriedade, têm chances profissionais em quase todos os ramos, predominando as atividades administrativas. Uma grande parte dos concursos públicos disponibilizam cotas para indivíduos em cadeiras de rodas.

Para que as empresas contratem, é requerido que elas tenham certa estrutura para que a locomoção dos colaboradores seja com dignidade. Estão incluídas as rampas e os possíveis elevadores, além de mesas com a devida distância e de pisos que permitam que as cadeiras de rodas possam circular.

Os contratados nessa situação não têm nenhum tipo de bônus, sendo o seu pagamento exatamente igual ao dos outros que possuem o mesmo cargo. Também não existe estabilidade diferenciada: todas as responsabilidades são iguais ás das outras pessoas admitidas, bem como os seus direitos.

Deficiente Online: vagas profissionais

Existe um serviço de procura de vagas que é feito para as pessoas que usam cadeira de rodas e ele é chamado de Deficiente Online. Com a página http://www.deficienteonline.com.br/, essas pessoas fazem o cadastro do seu currículo, até mesmo para atuar como terceirizados ou como estagiários, dentre outros.

As áreas que o Deficiente Online abrange são Operacional, Atendimento ao Cliente e até para freelancer. Além do currículo cadastrado na página, os profissionais podem ir até a unidade que está na Avenida Paulista, no número 2.073, na Bela Vista. O seu contato é (11) 3042 8535.

SINE

Além do Deficientes Online, os trabalhadores cadeirantes podem conferir as oportunidades PCD que estão no Sistema Nacional de Empregos (SINE). Assim como a instituição acima, ele tem unidades físicas em diferentes locais do país e elas têm de ser procuradas pessoalmente para que o currículo seja cadastrado. É apenas depois de os profissionais apresentarem-se em alguma unidade que eles passam a poder candidatar-se utilizando o SINE Fácil.

Divulgação da empresa

As empresas mesmo têm nos seus sites as oportunidades para PCD: muitas colocam até a política de igualdade no seu Trabalhe Conosco. Entretanto, os profissionais podem encaminhar o currículo mesmo que isso não seja citado, lembrando-se de colocar (PCD) junto ao objetivo.


 



Deixe um Comentário: