Vagas de Emprego para Panfleteiro – Onde Trabalhar

Os trabalhadores panfleteiros são os indivíduos que ficam nos faróis ou em outras partes da rua entregando diferentes tipos de propaganda. Eles são muito admitidos na época eleitoral, havendo alguns dos panfleteiros que até seguram faixas. Outro ramo no qual se usam muitos desses profissionais é o imobiliário: as pessoas que param nos faróis costumam receber as propagandas sobre novos apartamentos e prédios que serão inaugurados.

Para trabalhar com essa função é possível ter qualquer escolaridade: alguns dos que são contratados estão apenas precisando de uma melhora na renda e trabalham assim aos finais de semana. Alguns são contratados de forma registrada, mas a maioria é apenas como freelancer. Para os primeiros, a remuneração tende a ser um salário mínimo; para os segundos, é pago por cada dia.

Os cidadãos que atuam com panfletagem podem ter todas as idades, mas precisam ser maiores de idade. Considerando que eles ficam na rua por muitas horas, os contratantes dos freelancers podem requisitar um termo de responsabilidade.

SINE

Um dos locais para se ver as admissões de panfleteiros é o Sistema Nacional de Empregos (SINE). Os cidadãos vão até uma das unidades para registrar-se e depois conseguem consultar com o aplicativo SINE Fácil. As pessoas que buscam o Sistema Nacional de Empregos para essas candidaturas podem pedir ainda o seu seguro desemprego e consultar os variados cursos.

Redes sociais

O Facebook disponibiliza muitos grupos de empregos e eles costumam ter contratações para a panfletagem. As páginas das agências de recrutamento também podem divulgar isso, além dos pequenos empresários. É comum que eles mencionem em qual região esses profissionais vão ter de panfletar e o horário.

Páginas para freelancers

Alguns sites são somente para os que procuram colocações temporárias, tais como a panfletagem. Um deles é chamado de 99 Freelas https://www.99freelas.com.br/, existindo outros. As agências de emprego também podem direcionar os que desejam esse tipo de “bico”, mas vale dizer que os que aceitam ser somente freelancer não têm registro profissional e que não existe nenhum benefício trabalhista.


 



1 Comentário

  1. Luciano da silva ribeiro