Vagas de Emprego Piancó – PB

Possuindo 16.038 moradores, Piancó é uma cidade encontrada na Paraíba e que possui o apelido de Princesa do Vale.

Com quase 400 quilômetros de distância de João Pessoa, foi fundada em 1748 e gera 6% dos seus ganhos financeiros. Suas cidades vizinhas são Santa dos Garrotes e Coremas e ela concentra médio Índice de Desenvolvimento Humano, fazendo parte da área intermediária de Patos.

Setores que têm mais vagas em Piancó

Somando R$ 10.484,00 como Produto Interno Bruto per capita, a região não tem muitas empresas e as que existem são dedicadas ao transporte e à confecção de roupas. Mais de 10% dos piancoenses são profissionalmente ativos e a faixa média de salário é de 1,6 salários mínimos.

Vagas

As pessoas de Piancó podem se candidatar a empregos usando o Portal Emprega Brasil, cuja navegação é fácil e que tem amplo banco de vagas. Clicando em https://empregabrasil.mte.gov.br/, o piancoense pesquisa gratuitamente por oportunidades de acordo com a sua profissão, além de o site proporcionar direcionamento para serviços do Ministério do Trabalho e Emprego.

Os piancoenses têm a possibilidade de imprimir seus currículos e os levar a cada empresa e, na realidade, esse método é muito popular em cidades de grande porte como essa.

O Sistema Nacional de Empregos (SINE) é uma forma gratuita de todos os brasileiros conseguirem recolocação profissional.  Para se cadastrar, é preferível que a pessoa seja maior de idade, mas quem tem a partir de 16 anos pode ficar de olho nas publicações destinadas a jovens aprendizes ou a estágios.

Os documentos para os piancoenses de cadastrarem são: uma declaração de matrícula ou diploma/certificado, identidade e comprovante de residência. O aplicativo SINE Fácil é uma forma moderna de os usuários saberem se alguma vaga foi aberta, mas os quadros de aviso da unidade podem ser acompanhados também.

Atendimento do SINE em Piancó PB

É feito pelo SINE da região de Patos e seu telefone é (83) 3423 1943; ele está no Loteamento Ana Leite Rodoshopping, no KM 334 da BR 230.






Comentar