Vagas de emprego Pitú Bebidas

A Pitú é uma marca de bebida alcoólica fundada no final dos anos 30 e que ainda está dentre as mais consumidas: ela consegue chegar a quase 100.000.000 de litros vendidos. Como uma empresa familiar, ela gera empregos no Brasil e em outros países, como Argentina, Uruguai, África do Sul, Tailândia, Índia, China, Canadá, Paraguai, Angola, Austrália, Emirados Árabes, Japão, México e Estados Unidos.

Contando com um sistema de gestão reconhecido, ela tem sua própria fábrica na cidade paulista de Campinas, além de um Centro de Visitação. Nele, os consumidores aprendem as etapas para que a cachaça da marca seja fabricada, podem comprar souvenirs e assistem à história da empresa em um cinema privativo. É possível tirar fotografias de tudo e, claro, comprar a bebida.

Periodicamente, a marca faz latas comemorativas que os clientes, se quiserem, podem colecionar. Uma das mais recentes foi a desenvolvida para comemorar os oitenta anos de existência da Pitú, mas ela também já teve latas voltadas para o tema rock’n roll e mais.

Com o desenvolvimento dessa cachaça pernambucana, foi natural que as atividades de exportação também fossem iniciadas. Além disso, os consumidores podem comprar as suas latas e garrafas tanto em mercados e lojas especializadas em bebidas quanto na loja virtual da fabricante.

Por que procurar uma vaga na Pitú?

A cachaça brasileira é um dos itens culturais do país, sendo usado para criação de drinks, mas também em receitas diversas. A Pitú oferece bons salários, é uma empresa que já alcançou o respeito de países muito importantes economicamente e pode proporcionar crescimento à carreira dos integrantes da sua equipe.

Como mandar um currículo para a Pitú

Os candidatos a um emprego nessa fábrica de cachaças podem ir até a sua fábrica em Campinas para deixar o currículo. A Pitú recebe os currículos também por e-mail, sendo preciso enviá-lo para [email protected], lembrando de colocar “CV” na linha “assunto”, assim como a função que consta no objetivo profissional. Mais uma dica é que o currículo sempre deve ser um documento anexo.




Comentar