Empregos

Vagas para comissário de bordo: quanto ganham em média? 2023 e 2024

Muitas pessoas já devem ter se perguntado como é trabalhar como comissário de bordo, uma vez que a possibilidade de ganhar dinheiro enquanto viaja pelo Brasil e pelo mundo é altamente atrativa. Além desse benefício, o salário também costuma chamar muito a atenção daqueles que sonham em ingressar na profissão.

Tendo tudo isso em mente, nesta matéria, separamos tudo o que você precisa saber sobre a ocupação, como média salarial, atividades da profissão, os requisitos mínimos e outras competências. Mas antes, vale frisar que as informações a seguir são baseadas na plataforma Vagas, um dos principais portais para quem procura por emprego. Dito isso, confira como é a vida de um comissário de bordo.

Quanto ganha um comissário de bordo?

No cargo de comissário de bordo, a remuneração inicial média é de R$ 2.421, com a possibilidade do salário chegar na casa dos R$ 5.043. Em terras brasileiras, a média de bonificação gira em torno de R$ 3.997.

Geralmente, os profissionais da área são graduados em Turismo, Administração ou Comunicação Social. No entanto, não é mandatório possuir um curso superior. Mas, é de suma importância passar por um curso de formação especializado. Além disso, atente-se para escolher uma escola de aviação conceituada e bem vista no mercado. A recomendação é procurar por cursos de Ciências Aeronáuticas, Comissário de Voo ou Aviação Civil.

O que um comissário de bordo faz?

Segundo o Vagas, estas são as principais atividades exercidas pelos profissionais do segmento:

  • 1. Prestar atendimento aos passageiros;
  • 2. Assegurar o conforto e a segurança dos passageiros;
  • 3. Responsável pela organização dentro da aeronave.

De modo geral, ele recebe os passageiros, direciona as pessoas para suas poltronas, auxilia na disposição de bagagens de mão dentro da aeronave, serve alimentos e bebidas, transmite informações de segurança, atende aos pedidos da tripulação e verifica as condições de segurança das poltronas com os passageiros.

Vale mencionar que um comissário não costuma ter uma rotina fixa, uma vez que seu trabalho envolve cruzar os mais variados lugares do país e do mundo. Em seu exercício, como mencionado há pouco, o profissional é responsável por garantir a segurança e o conforto dos passageiros.

Mudanças com o novo Regulamento Brasileiro da Aviação Civil de 2023

No dia 7 de fevereiro deste ano, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) deu o aval ao novo Regulamento Brasileiro de Aviação Civil (RBAC) n° 63, que versa sobre os critérios a serem cumpridos para a concessão de licenças a mecânicos e comissários de voo. A seguir, veja as principais mudanças ratificadas que afetam os comissários de bordo:

  • 1. Eliminação da obrigação de frequentar um curso que seja obrigatoriamente homologado conforme o RBAC n° 141;
  • 2. Adaptação dos requisitos de experiência operacional indispensáveis para a concessão da licença de comissário de bordo, estipulando um mínimo de 5 horas de período de familiarização;
  • 3. Supressão da exigência de exame teórico (banca) para comissários de bordo.

Bruno Gama

Jornalista do Vagas Abertas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo