Vale a pena servir o Exército? – Alistamento militar

Todos os homens brasileiros precisam fazer o alistamento militar obrigatório e muitos deles o fazem com a esperança de ser dispensados. De fato, a quantidade de pessoas que têm o desejo de servir o Exército é baixa: a maioria espera que, durante a triagem, seja liberada por causa da baixa estatura, de excesso de peso, da condição de arrimo de família, etc.

O que muitos brasileiros não sabem é que existem diversas vantagens em servir o Exército, seja durante o ano obrigatório ou mesmo seguindo na carreira militar. Assim, o alistamento militar e a seleção para servir podem ser muito benéficas, como será explanado agora.

Vantagens de servir o Exército

O primeira delas é o enriquecimento do currículo: alguns homens não sabem disso, mas podem colocar em seus currículos que serviram o Exército, independentemente da vaga a qual estão concorrendo. Isso inclui quem serve somente durante o ano obrigatório e a principal razão é que o homem que se alista desenvolve responsabilidade e disciplina.

As mulheres não são obrigadas a se alistar, mas aquelas que escolhem servir o Exército também podem inserir essa informação em seu currículo profissional.

Outro benefício para quem escolhe a carreira militar é o bom salário: quem é soldado de primeira classe recebe quase R$ 2.000,00 (essa é a menor carreira dentro do Exército). Entretanto, quem cresce nas Forças Armadas e chega a general recebe quase R$ 10.000,00, sem contar que a aposentadoria militar é muito satisfatória.

Servir ao Exército também vale a pena por causa das altas emoções que esse cotidiano reserva. Assim, quem ainda tem dúvidas sobre a sua futura carreira e gosta de atividades ao ar livre e braçais acaba se dando muito bem nas Forças Armadas.

Garantias de direitos civis e políticos

O alistamento militar obrigatório vale a pena também para quem não quer seguir carreira no Exército porque, se não é feito, diversos documentos desse jovem são cancelados e ele terá problemas até mesmo para arrumar um emprego.