3 coisas que os recrutadores avaliam no perfil do LinkedIn

Por: Vagas Abertas - Empregos, Notícias, Sine, Estágio e Aprendiz

No LinkedIn, a primeira impressão começa pelo título do perfil, o trecho que fica logo abaixo do nome. Este é o primeiro contato que um recrutador tem com o profissional, e a informação nele contida pode determinar se o recrutador irá analisar mais profundamente o perfil ou não. Por isso, especialistas recomendam evitar títulos como "em busca de recolocação" ou "disponível no mercado". Ao invés disso, é mais eficaz incluir palavras-chave do ramo de atuação, formação acadêmica e área de interesse.

Experiências anteriores

Embora o LinkedIn não seja essencialmente um currículo, ele deve ser tratado com tanto cuidado quanto. Os dados de experiência profissional são muito importantes para os recrutadores, que usam essas informações para entender melhor a trajetória de carreira do profissional e identificar se ele possui as habilidades e experiências necessárias para a vaga aberta.

Formação Acadêmica

Este é outro aspecto importante analisado pelos recrutadores no LinkedIn. Incluir os detalhes de cursos técnicos, graduações e especializações pode tornar o perfil mais atraente para as empresas. Algumas vagas, principalmente aquelas mais técnicas, exigem formações específicas. Portanto, é importante manter essa informação atualizada.

Idiomas

A capacidade de falar outras línguas é um grande diferencial para muitos recrutadores e pode abrir oportunidades para trabalhos remotos em em empresas de outros países. No entanto, é crucial não mentir ao listar as habilidades linguísticas e o nível de proficiência em cada idioma, já que se um idioma específico é pré-requisito para uma vaga, ele será testado durante o processo seletivo.