Como saber se um azeite é falsificado?

Por: Vagas Abertas - Empregos, Notícias, Sine, Estágio e Aprendiz

Uma operação criada pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apreendeu milhares de garrafas de azeites falsos nas últimas semanas. De acordo com uma análise sensorial do MAPA, aproximadamente 84% dos azeites comercializados como extravirgem no Brasil são fraudados.

Além de prejudicarem os consumidores financeiramente, uma vez que o produto vendido não é o que alega ser, os azeites falsificados podem causar danos à saúde. O item está no pódio dos alimentos mais fraudados no Brasil e no mundo, especialmente após a alta considerável do preço do azeite nos supermercados de todo o mundo.

A principal adulteração é a mistura do óleo de soja com corantes e aromatizantes artificiais. O segundo lugar das fraudes fica com as irregularidades de classificação, em que o produto é apresentado como extravirgem, quando, na realidade, é apenas virgem.

Como identificar um azeite adulterado?

Muitos consumidores adquirem o produto desejando os benefícios do azeite extravirgem. Entretanto, ao compararem o produto adulterado, acabam consumindo um óleo de baixíssima qualidade, com gorduras e outros ingredientes prejudiciais ao organismo.

Diante deste cenário alarmante, é de suma importância ficar atento na hora de comprar o azeite para evitar adquirir um produto falsificado. Em outras palavras, desconfie de preços abaixo da média, tendo em mente que quase 100% dos azeites comercializados em terras brasileiras são importados.

Na hora da escolha, opte por produtos que foram fabricados há menos de seis meses, conferindo pela data de fabricação. Além disso, a orientação é priorizar marcas em que a extração e o envase do azeite ocorreram no mesmo local. Outra forma é conferir a lista de azeites irregulares já apreendidos pela MAPA.

Por fim, caso você já tenha comprado o azeite e queira saber se ele é falsificado, coloque uma pequena quantidade do produto em um copo transparente na geladeira e deixe-o por lá de um dia para o outro. Caso tenha óleo na mistura do azeite, ele não irá se solidificar e permanecerá líquido. Se o produto for apenas azeite, ele se solidificará parcialmente.