Quem tem MEI pode tirar visto americano?

Por: Vagas Abertas - Empregos, Notícias, Sine, Estágio e Aprendiz

Ao planejar uma viagem para os Estados Unidos, centenas de pessoas se perguntam se a profissão exercida pode fazer com que tenha o visto americano negado. Vamos esclarecer!

Resumidamente, pessoas formalmente empregadas, seja na iniciativa privada ou pública, têm chances muito maiores de terem o visto americano aprovado. Neste cenário, os trabalhadores que se enquadram na categoria de Microempreendedor Individual (MEI) podem ter certas vantagens. Isso porque esses profissionais são classificados como de menor risco de imigrar ilegalmente para os Estados Unidos por causa da estabilidade no emprego, além de terem mais condições de pagarem uma viagem ao exterior.

Ter um CNPJ dá mais credibilidade na hora de comprovar que você possui vínculos com o Brasil. Se for possível, guarde todos os comprovantes, como nota fiscais e contratos, e dê preferência a uma conta Pessoa Jurídica (PJ) para movimentar o dinheiro.

Na hora da entrevista, tenha em mãos todos os comprovantes de renda possíveis. Além disso, esteja munido de documentos importantes para comprovar a renda durante a solicitação do visto americano. Sendo eles:

Extratos bancários; Recebido; Declaração de Imposto de Renda; Declaração Anual do MEI.

Além disso, para a solicitação do visto americano é importante também levar documentos que mostrem seu vínculo com o Brasil, como:

Carteira de Trabalho; Serviços prestados para clientes fixos; Contrato de aluguel de longo prazo; Documentação de um veículo usado no trabalho.

Lembre-se que não há uma renda mensal considerada ideal para obter o visto. Sendo assim, não minta no formulário, tampouco durante a entrevista para não correr o risco de ser pego na mentira pelo funcionário do consulado. Caso o consulado ou a embaixada americana constate incongruências nos dados passados, provavelmente a solicitação do visto será negada.