Vale a pena investir em imóveis em 2024?

Por: Vagas Abertas - Empregos, Notícias, Sine, Estágio e Aprendiz

O cenário econômico projetado para 2024 aponta para um momento favorável aos investidores no mercado imobiliário, impulsionado por melhorias macroeconômicas, mudanças nas políticas de moradia e na taxa Selic. Junto disso, as opções de leilão judicial, compra por meio de imobiliárias ou diretamente com o proprietário, segundo especialistas, podem ser ideais para quem almeja investir no segmento neste ano.

Orçamento para 2024

No fórum da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), o vice-presidente Geraldo Alckmin destacou que o orçamento federal para moradia em 2024 será 13 vezes maior, passando de R$ 80 milhões para R$ 10 bilhões.

A reintegração da categoria "Faixa 1" no financiamento do "Minha Casa, Minha Vida" oferece oportunidades para famílias urbanas com renda mensal bruta de até R$ 2.640 e habitações rurais para aquelas de até R$ 3.680. As mudanças visam ampliar a busca pelo primeiro imóvel, potencialmente gerando efeitos positivos no mercado imobiliário em 2024, mesmo para propriedades de valor mais acessível.

Vale a pena comprar um imóvel com a baixa da Selic?

Com a redução da taxa básica de juros, o ano de 2024 pode ser mais favorável para a compra de imóveis. Isso é o que aponta Larissa Gonçalves, economista do DataZAP, ferramenta de monitoramento de dados do mercado imobiliário da OLX. A especialista explica que houve um "boom" no mercado imobiliário, graças à Selic em 2%. Era esperado que o mercado retraísse em 2023, o que de fato aconteceu. Por conta disso, o financiamento ficou mais caro e menos famílias conseguiram adquirir imóveis ao longo do ano.