Curso Recepcionista em Serviços de Saúde Senac

Apesar de sempre se associar os hospitais aos enfermeiros e, claro, aos médicos, existe a recepcionista em serviços de saúde, que faz com que a parte de registro dos pacientes esteja sempre em dia. Esses profissionais sabem como pesquisar no sistema interno quais são as informações sobre aquele paciente, além de imprimir atestados e, eventualmente, de marcar as consultas.

Esses recepcionistas podem ser contratadas em clínicas particulares menores ou nos hospitais de grande porte, sendo chamados também de recepcionistas hospitalares. Geralmente, eles trabalham por escala de 6 por 1, com até 40 horas semanais. A remuneração mais comum vai até R$ 2.000,00, mas as clínicas pequenas podem pagar metade desse valor.

Curso Recepcionista em Serviços de Saúde SENAC

Alguns podem achar que as tarefas dos recepcionistas hospitalares são simples, mas existe o curso especial para quem deseja ter essa profissão e ele é dado no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) do Distrito Federal e também do Mato Grosso do Sul, além de Pernambuco e outros Estados.

Uma das coisas que faz com que os recepcionistas hospitalares precisem do curso é o próprio ambiente profissional: em um centro médico, eles podem ver coisas um pouco perturbadoras, além de precisarem ter sensibilidade para tratar com qualquer tipo de paciente ou de acompanhante, mesmo os que estejam mais nervosos.

No Distrito Federal, o curso está nas unidades de Ceilândia e as turmas estão disponíveis em vários turnos. A carga horária é de 60 horas e os pagamentos da mensalidade podem ser com o boleto ou com o cartão, apesar de a página do SENAC não mencionar o custo.

No Mato Grosso do Sul, a carga horária é muito mais extensa, indo a 240 horas. A unidade sul-mato-grossense encaminha os recepcionistas hospitalares que forma para várias vagas.

As pessoas que quiserem se inscrever têm de usar o site do SENAC (http://www.senac.br/) para saber quais outras franquias têm o curso, podendo perguntar sobre as mensalidades e sobre as possíveis bolsas de estudo referentes ao Programa SENAC Gratuidade (PSG).


 



1 Comentário

  1. Maria Madalena Ferreira da Silva

Deixe um Comentário: